Tentativa de assalto com refém termina com um marginal morto e outros dois presos
Compartilhe!

A manhã desta quarta-feira (07) começou tranquila em Angra dos Reis, até um grupo de marginais tentar assaltar uma loja de celulares, na Rua do Comércio, no Centro. As cenas que se seguiram e filmadas por dezenas de pessoas são dignas de um filme policial, com direito a uma refém sob a mira de uma arma e uma ação cirúrgica da polícia, que terminou com a prisão de dois bandidos e a morte de outro. O caso ganhou visibilidade nacional.

Dois Marginais foram presos

Por volta das 9 da manhã, um grupo de três assaltantes, utilizando camisas roxas, similares às dos funcionários da Vivo, entrou na loja de celulares para tentar um roubo. Assim que os marginais começaram o assalto, a Sala de Operações da Polícia Militar foi acionada e logo um grupo de policiais cercou o local. Ao constatarem a chegada da PM, dois dos marginais se entregaram sem resistência.Um terceiro bandido, de 20 anos, armado com uma pistola 9mm, pegou uma funcionária da loja como refém e, utilizando a moça como escudo humano, rumou em direção à Rua das Palmeiras, por cerca de 300 metros.

Imagens de celulares registraram a tensão dos momentos e o desespero da moça.Segundo a PM, durante o cerco, quase na esquina com a Coronel Carvalho, o marginal chegou a fazer um disparo. Neste momento um policial civil à paisana surpreendeu o assaltante baleando-o e encerrando o drama da funcionária que, sem nenhum ferimento, foi acolhida pelos policiais.O marginal não resistiu ao ferimento e morreu.

Entenda como foi a ação.

Refém e policial relatam o que aconteceu

Vitória Oliveira, a mulher mantida como refém pelo criminoso, fez um relato do que passou e agradeceu o apoio que recebeu.

https://www.facebook.com/plugins/video.php?height=476&href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fangranews%2Fvideos%2F4218939584810082%2F&show_text=false&width=476&t=0

O inspetor da Polícia Civil Flávio Augusto Silva, que salvou a jovem Vitória Oliveira que era feita de refém nesta quarta-feira (07) após um assalto frustrado a loja da Vivo em Angra, detalhou como foi a ação e os momentos decisivos que levaram a libertação da moça.

https://www.facebook.com/plugins/video.php?height=476&href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fangranews%2Fvideos%2F1268346626933591%2F&show_text=false&width=476&t=0