Servidores de Angra aprovam contraproposta da prefeitura

Compartilhe!

Funcionalismo aceita reajuste de 4%, promoção de cinco categorias com salários defasados, pagamento de promoção de avaliação de desempenho a partir de 1º de março e correção de todas as divergências quanto ao pagamento de insalubridade da Fusar.

Em assembleia realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Angra dos Reis (Sinspmar) nesta quarta-feira, 23, o funcionalismo acatou a contraproposta oferecida pelo governo, que consistia num reajuste de 4%, promoção de cinco categorias com salários defasados, pagamento de promoção de avaliação de desempenho a partir de 1º de março e correção de todas as divergências quanto ao pagamento de insalubridade da Fusar.

O evento organizado no salão de festas do Posto Texaco, foi iniciado às 17h30. A vice-presidente do Sinspmar, Andréia Jordão, fez a abertura da assembleia, já que o presidente da entidade, Siderley Marques, esperava pelo documento oficial assinado pela prefeitura, em relação à contraproposta do governo.

Ao chegar à assembleia, Siderley leu o ofício aos servidores presentes. A prefeitura, em contrapartida à proposta dos servidores, de reajuste salarial de 16,39%, aumento de 100% em relação ao Verocard e a extensão do benefício de alimentação/refeição aos aposentados (através de acordo coletivo), ofereceu um índice menor, de 4%, mas propôs outras medidas que foram bem aceitas pelos servidores.

Além do reajuste, o governo vai promover os auxiliares de berçário e recreação, agentes de combate às endemias e controle de vetores e os operadores de trânsito. Eles passarão das referências 104 e 105 para a referência 203. As categorias em questão vêm, ao longo do tempo, recebendo salários defasados, o que motivou reivindicações da atual diretoria do Sinspmar pela mudança.

A prefeitura vai também efetuar o pagamento da promoção de avaliação de desempenho e corrigir as divergências relacionadas ao pagamento da insalubridade da Fusar. As duas solicitações serão promovidas a partir de 1º de março, e ambas, atendendo às solicitações do Sinspmar.

Os servidores votaram em peso pela contraproposta da prefeitura, de forma democrática. O Sinspmar lutou e continuará lutando pelos direitos do funcionalismo. No primeiro processo de dissídio da atual gestão do sindicato, os trabalhadores conquistaram um índice maior do que aquele aprovado no ano anterior e obtiveram uma grande vitória quanto à reparação salarial de algumas categorias, além de garantirem o pagamento da promoção de avaliação de desempenho e a correção das divergências no pagamento da insalubridade da Fusar.

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.