Prefeita de Angra se reunirá com presidente da Ampla

Compartilhe!

Prefeitura de Angra acompanha reparos de cabeamento que abastece a Ilha Grande e cobra plano de emergência mais efetivo à empresa concessionária de energia Ampla S.A.

Desde o último dia 23 de setembro, quando um acidente envolvendo uma embarcação de pesca rompeu os cabos que garantem o abastecimento pleno de energia à Ilha Grande, a Fundação de Turismo de Angra dos Reis está acompanhando e cobrando à empresa Ampla S.A., o pronto restabelecimento do abastecimento. Até o dia de hoje, porém, o reparo ainda não foi efetuado, gerando prejuízos ao setor turístico e aos moradores. O abastecimento parcial oferecido não assegura a plena realização das atividades e causa inúmeros transtornos, além de obrigar os empreendedores e o Poder Público a despesas extraordinárias com geradores.

Uma das causas associadas à demora no restabelecimento da energia, segundo a Ampla, foi o fato de que uma extensão do cabo rompido teria sido arrastada pela embarcação. O reparo está demorando mais tempo que o de costume, tendo em vista este ser o terceiro acidente causado por embarcação de pesca nos últimos 12 meses. A Ampla acredita que a energia deva ser reativada plenamente até o fim da semana que vem.

Enquanto aguarda o reparo, a Fundação de Turismo de Angra dos Reis, em conjunto com a subprefeitura da Ilha Grande, dá apoio às ações que visam amenizar o problema. Uma delas é a manutenção das atividades das estações de tratamento de esgoto geridas pelo Serviço de Água e Esgoto (Saae). A Fundação de Turismo também cobrou e teve notícia de que a Capitania dos Portos instaurou inquérito para apurar as causas do acidente. O barco causador foi notificado, uma vez que a extensão do cabo está identificada em mapas de navegação e deve ser observada pelos condutores de embarcações de arrasto.

Em outra linha de ação, a própria prefeita de Angra dos Reis, Conceição Rabha, cobrou providências à direção da concessionária e terá encontro na próxima segunda-feira, 5, com o presidente da Ampla, Marcelo Andrés Llévenes, para tratar desse e de outros temas relacionados ao abastecimento de energia na Costa Verde.

Uma das propostas a ser encaminhada pela prefeita e pela Fundação TurisAngra à direção da Ampla, será um plano de ação para que os cabos de energia que abastecem a Ilha Grande sejam enterrados no solo submarino, reduzindo a possibilidade de rompimentos por acidentes com embarcações.

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.