Mortes reduzem mais de 26% nas rodovias federais do Rio

Compartilhe!

Mais de 9 mil acidentes foram registrados nas rodovias federais do Rio de Janeiro, em 2015. Entretanto, em relação ao ano anterior, houve uma redução de mais de 26% das mortes e 14% de feridos. No total, foram registrados 9.489 acidentes com vítimas, sendo 6.183 pessoas feridas e 397 mortas. Em 2014, foram 7.205 feridos e 537 mortes.

A principal causa de acidentes que resultaram em mortes foi a velocidade incompatível, seguida da falta de atenção do motorista e a desobediência à sinalização. Foram 107 óbitos (19,9%), além de 2.149 feridos (34,7%), em acidentes causados por esses motivos.

O tipo de acidente que mais ocasionou mortes foi a colisão frontal, com 109 óbitos (27,4%). Logo em seguida, o atropelamento de pessoa, com 97 mortos (24,4%). A colisão traseira foi o tipo de acidente mais comum, com 2.762 ocorrências, 1.335 feridos e 30 mortes.

Mais de 55% dos acidentes (5.303) foram no período do dia, mas 50,8% das mortes (202) foram à noite. Pouco mais de 82% das mortes (326) foram em pista seca, enquanto 17,6% foram em pista molhada (70). Foram 6.736 acidentes em traçados retos, 2.565 em curvas e 188 em cruzamentos.

As faixas etárias com mais óbitos nos acidentes, foram 25 a 29 anos e 30 a 34 anos, ambas com 39 casos cada; além de 60 anos ou mais, com 38 mortos. Entre 20 e 24 anos, foram registrados 32 óbitos. Até 19 anos, foram 26 vítimas mortas nos acidentes.

O município com maior número de acidentes foi Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, cortado pela Rodovia Presidente Dutra (BR-116) e pela Rodovia Washington Luiz (BR-040), com 1.072 ocorrências, 690 feridos e 32 mortos. Campos dos Goytacazes e Petrópolis tiveram 685 e 531 acidentes, em rodovias federais, respectivamente.

Os acidentes mais graves foram em Campos dos Goytacazes, Região Norte-Fluminense, onde houve o maior número de mortes, sendo 51 (12,8%). Em Silva Jardim, na BR-101, 18 pessoas faleceram em acidentes. Na Rio-Santos (BR-101), em Angra dos Reis, na Dutra (BR-116), em Nova Iguaçu, e na Niterói-Manilha (BR-101), em São Gonçalo, foram 16 mortes em cada.

JB

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.