Morre Rafaela Barros, mãe da menina Agda Maria

Compartilhe!

Segundo prefeitura, motivo foi uma infecção renal. Governo levanta possibilidade de algum problema genético de imunidade.

Nesta terça-feira, 25, faleceu por conta de uma infecção renal, a comerciante Rafaela Barros, que ficou conhecida por ser mãe da menina Agda Maria, de cinco anos, falecida no ano passado após complicações de uma apendicite. De acordo informações da prefeitura de Angra, ambas faleceram de infecção generalizada e de forma rápida, o que segundo comunicado enviado à imprensa pelo Executivo, levanta até a suspeita de algum problema genético de imunidade (está em estudo).

O secretário de Saúde, Gustavo Villa, informou que a Rafaela passou mal na quinta-feira, 19, e a tia dela chegou a ligar para ele pedindo ajuda. Ainda segundo ele, Rafaela teve todo o atendimento necessário para aquele momento e na segunda-feira seguinte ela teria uma consulta com um especialista. Gustavo informou ainda que na tarde de segunda Rafaela estava passando muito mal, com pressão alta e outros sintomas. Ela foi encaminhada para o Hospital Geral da Japuíba, onde chegou a ser entubada ela não resistiu e faleceu no dia seguinte.

Em uma mensagem postada em seu perfil das redes sociais, uma parente de Rafaela fez o seguinte desabafo.

– Não consigo aceitar que entre quinta a tarde e segunda a “leve infecção ” tenha se tornado septicemia. Ainda tenho respeito pelo senhor devido ao modo como sempre tratou Rafaela Barros mas precisamos -eu e toda família- entender o que aconteceu. Por favor, fragilidade genética é muito forte para ser uma possibilidade levantada tão rapidamente. Peço que por respeito a todos avalie as análises laboratoriais e sua qualidade. Nossas vidas estão destroçadas. Por favor precisamos de mais informações sobre o que aconteceu. Eu gostaria muito de ver uma avaliação mais cuidadosa do caso uma vez que pode interferir em outras mortes. Com todo respeito a todos os que atenderam a Rafaela – publicou.

Rafaela Barros foi sepultada na manhã desta quarta-feira, 26, após um velório que reuniu dezenas de pessoas.

Prefeito acompanhou o caso

Assim que soube do falecimento de Rafaela, o prefeito Fernando Jordão ligou para o secretário para saber sobre o assunto e exigiu que nada fosse omitido deste atendimento. “A família está sofrendo muito e é de partir o coração, mas a mensagem deixada sobre a Rafaela é a de que ela foi um ser humano que serve de exemplo para todo mundo. Aqui a gente chora, mas o céu está aplaudindo a chegada dela por lá”, enfatizou Villa.

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.