Mangaratiba tem I Oficina de Mobilização sobre Turismo de Base Comunitária

Compartilhe!

O Instituto Terra de Preservação Ambiental (ITPA), o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), em parceria com a secretaria de Planejamento da prefeitura de Mangaratiba e a Fundação Mario Peixoto, promoveram nesta quarta (02/05), no Centro Educacional de Interatividade Digital (CEID), a I Oficina de Mobilização sobre Turismo de Base Comunitária em Mangaratiba. Com o objetivo de identificar e preparar quem trabalha ou tem interesse em trabalhar com turismo, o evento atraiu moradores da região, agentes e grupos turísticos do município. Esse curso faz parte de um projeto maior, denominado Ações Prioritárias para a Implantação do Parque Estadual do Cunhambebe.

Segundo a engenheira ambiental e uma das organizadoras do evento, Francine Ramalho, o Parque Estadual do Cunhambebe abrange uma área que atinge quatro municípios, Rio Claro, Mangaratiba, Angra dos Reis e Itaguaí, e por isso, é importante selecionar e capacitar monitores ambientais da região para trabalhar na área turística. “Queremos que os agentes possam informar, conduzindo e conscientizado os visitantes em relação ao turismo ecológico, preservação ambiental e ensinando-os a ter uma conduta consciente”.

O encontro apresentou ações voltadas para o Parque Estadual Cunhambebe, incluindo plano de manejo, proteção e comunicação, além de mobilização social. Esta oficina é a primeira fase da formação dos agentes. O Curso Básico de Condutores Ambientais em Ecoturismo oferecerá carga horária de 200 horas, distribuídas em cinco módulos. O primeiro módulo vai acontecer na primeira semana de junho em Mangaratiba e vai receber interessados dos quatro municípios.

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.