Jornalista assassinado é enterrado em Angra

Compartilhe!

O jornalista Valério Nascimento, de 49 anos, foi sepultado nesta quinta (5/5), no Cemitério do Belém, em Angra. Ele foi morto com tiros nas costas e na cabeça na terça-feira, no quintal de sua casa, em Rio Claro. Segundo a polícia, ele vinha recebendo ameaças e foi vítima de uma emboscada.

Valério era dono do Jornal Panorama Geral, que circula nas cidades de Rio Claro, Angra dos Reis, e Bananal, no interior de São Paulo. O jornalista também presidia a Associação de Moradores de Lídice e a Cooperativa de Trânsito Terrestre, Aéreo e Marítimo (TAM) em Angra dos Reis, onde chegou a concorrer ao cargo de vereador, assim como fez Rio Claro.

Ele também foi secretário do então presidente da Companhia Estadual de habitação do Rio de Janeiro (Cehab-RJ ), Fernando Avelino, entre 2003 e 2004. A polícia suspeita de que o crime tenha sido por motivos políticos. Valério vinha divulgando em seu jornal matérias sobre problemas na cidade de Bananal. Ninguém foi preso até agora.

O Globo

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.