Desfile do Dia da Independência de Angra

Compartilhe!

Milhares de pessoas prestigiaram o desfile cívico, alusivo ao Dia da Independência, na Avenida Júlio Maria, no Centro da Cidade, nesta segunda-feira, 7. Estudantes angrenses e instituições civis e militares deram mais um show de alegria e civismo na avenida. O evento, organizado pela Prefeitura de Angra, fechou com o “bloco da Educação”, com os funcionários da secretaria que tiveram participação direta nos preparativos.

Durante dois momentos, foi feito um minuto de silencio em respeito às vítimas do acidente com ônibus ocorrido neste domingo em Trindade, Paraty.

A prefeita de Angra, Conceição Rabha, e o vice-prefeito, Leandro Silva, acompanharam com atenção os detalhes de cada escola e instituição que desfilou na manhã de segunda-feira. Com eles, na tribuna, estavam representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Colégio Naval, Corpo de Bombeiros, dentre outras instituições, além de vários secretários municipais.

– Hoje refletimos sobre a conquista para que todos nós tenhamos direitos e não somente deveres, além disso comemoramos a cidadania e o amor à pátria. O Dia da Independência é um marco de luta na história do Brasil. As pessoas que estão aqui mostram que têm entendimento do que é o 7 de Setembro – destacou a prefeita.

A cerimônia começou com a execução do Hino Nacional e de Angra dos Reis, pela Banda do Colégio Naval. Em seguida, aconteceu o hasteamento das bandeiras do Brasil, Rio de Janeiro e Angra pela prefeita Conceição Rabha, vice-prefeito Leandro Silva e comandante do Colégio Naval, Capitão de mar e Guerra Guilherme da Silva Costa.

A banda do Colégio Naval abriu o desfile com o Cisne Branco, hino da Marinha do Brasil. Em seguida veio o Corpo de Bombeiros e o Rotary Clube. Logo depois foi a vez da Secretaria Especial de Defesa Civil e Trânsito do município, que esse ano completou 35 anos de existência. Na avenida, no primeiro veículo, desfilou o ex-combatente Remo Baral Filho, além disso, eles apresentaram sua frota de carro, moto e caminhão, além das mais recentes aquisições por parte do convênio firmado com a Eletronuclear: dois botes e uma troller. Também desfilaram os operadores de trânsito, em carros usados para fiscalização e a mais nova aquisição, o caminhão utilizado pela superintendência para pintura do asfalto.

Após a passagem da Defesa Civil e Trânsito, vieram a Associação Pestalozzi, alunos da Unidade de Trabalho Diferenciado (UTD), alunos da Escola Municipal de Educação de Surdos seguidos pelos alunos da Escola Municipal para Deficientes Visuais, todos acompanhados pela Banda Ceim.
Dando sequência, desfilando ao som da Banda Nazira, desfilaram alunos das escolas municipais Antônio Joaquim de Oliveira (Sapinhatuba I), Frei Fernando Geurtse (Marinas), Professora Adelaide Figueira (Sapinhatuba II), e Professor José Américo Lomeu Bastos (Morro do Abel).
Já ao som da Banda Bamear, desfilaram as escolas municipais Prefeito Francisco Pereira Rocha (Morro da Cruz), Regina Célia Monteiro Pereira (Morro do Carmo), Antônio José Novaes Jordão (Morro do Peres), Centro de Educação e Horário Integral João Carolino dos Remédios (Morro da Glória) e, por fim, a Escola Municipal Alexina Lowndes (Bonfim).

A Banda Status abrilhantou o desfile dos alunos do Programa de Criança, da Transpetro; do Programa Saúde do Idoso do DAP (Departamento da Ações Programáticas) da Fusar; dos programas Feliz Idade, Gol Social, Capoeira e Taekwondo, da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos. Desfilaram também o Grupo de Escoteiros do Mar Cornelis Verolme, os alunos do Cefet, do Centro Educacional Inácio Medeiros, e as bandas do Nazira Salomão e Colégio Estadual Arthur Vargas.

Os parentes dos alunos que estavam na avenida eram os mais empolgados com o desfile. Roberta Soares era uma delas. Mãe de uma aluna do Ceim, disse que não perde um desfile.

– Claro que ver a minha filha desfilar é o maior orgulho, mas todos os anos eu venho. É uma maneira de comemorar nossa independência – finalizou.

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.