Casos de Coronavírus em Angra aumentaram 458% em 15 dias, aponta UFF

Compartilhe!

Um estudo da UFF mostra um quadro preocupante em relação à Pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19) em Angra dos Reis. Segundo o levantamento, em apenas 15 dias, houve um aumento de 458% nos casos da doença no município e a tendência é que haja uma aceleração nos contágios. Os pesquisadores apontam dificuldades na testagem.

Primeiro relatório da UFF aponta aceleração no contágio

Como adiantado pelo Angranews, o Instituto de Educação de Angra dos Reis – Universidade Federal Fluminense (IEAR-UFF) está realizando um grande estudo  sobre os casos do Novo Coronavírus na Costa Verde fluminense, com o objetivo de produzir informações a partir de dados oficiais. Este levantamento é coordenado pelos Professores Doutores Anderson Sato, Monika Richter e Michael Chetry.

No último sábado, 09, foi publicado o primeiro relatório deste levantamento, que contabiliza dados coletados entre os dias 22 de Abril e Sete de Maio. O estudo traz dados alarmantes sobre a proliferação do Covid-19 na região, em especial por conta do avanço e aceleração de infectados pela doença, saltando de 45 para 251 em 15 dias, um aumento de 458%.

Segundo o documento, “até 24 de Abril o número de casos suspeitos notificados subia em patamares (degraus). Desde então, observa-se uma tendência de aumento contínuo, com aceleração a partir de três de Maio”.

Os pesquisadores apontam ainda que a média de casos confirmados saltou de 2,86 no início de Abril para 14,43 no final do mês, patamar que vem se mantendo, o que pode significar dificuldades na testagem dos pacientes.

Esta estabilização da média de confirmações por dia contrastando com o aumento dos casos suspeitos pode estar associada a uma defasagem na realização de testes”, afirmam os estudiosos.

Ainda segundo o relatório, “Angra dos Reis é o município da Costa Verde com maior número de casos confirmados por mil habitantes (1,23), a frente de Paraty (0,81) e Mangaratiba (0,79), que caracteriza o município como o principal local de contágio da COVID-19 na região da Costa Verde”. O município figura ainda como o quarto em número de infectados no interior do Estado do Rio de Janeiro.

Os pesquisadores revelam ainda que um estudo em dados cartoriais revelou um aumento de 40% nas mortes por doenças respiratórias no comparativo dos cinco primeiros meses de 2019 e 2020.  Este dado é apontado por infectologistas e epidemiologistas como um dos mais importantes indicadores da subnotificação dos casos de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Informações importantes não estão sendo divulgadas

Os pesquisadores apontam no documento que a ausência de informações sobre o número total de testes rápidos que Angra dos Reis divulga diariamente dificulta a realização de análises sobre a testagem, não só em Angra dos Reis, mas em toda a Costa Verde.

Além disso, dados que a Prefeitura de Angra garantiu que seriam disponibilizados com frequência não estão sendo levados à público, em especial sobre a testagem, o que dificulta as análises.

Embora o boletim epidemiológico de 28/04/20 informe que todas as 3as e 5as feiras seriam divulgados relatórios com todos os casos de COVID-19 por bairros, desde então não foi realizada nenhuma atualização.”

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.