Angra poderá adotar barreira sanitária no aeroporto

Compartilhe!

O endurecimento da quarentena em Angra dos Reis, decretado no último sábado, determina que o acesso de não residentes em Angra está proibido. Nos últimos feriados o município chegou a adotar barreiras sanitárias nas Estradas, mas relatos de que a movimentação no Aeroporto da Japuíba tem sido muito grande é um indício que o acesso de quem chega pelo ar continua sem controle.

Neste sábado, 23, Angra dos Reis ultrapassou os 50% de ocupação da Santa Casa, onde funciona o Centro de Referência para Covid-19. Por conta disso o Prefeito de Angra voltou a endurecer a quarentena, que havia sido relaxada no início de Maio.

Decreto nº 11.646, além de regras para comércios, traz regras sobre o acesso a Angra dos Reis. Segundo a norma, o acesso a todo território da cidade para não residentes está proibido, com algumas exceções.

Vale destacar que no início do mês de Abril a Prefeitura de Angra anunciou que entre as medidas para tentar minimizar o número de infectados pelo coronavírus está a proibição da entrada no município de carros que não tiverem placa de Angra dos Reis ou que o motorista não comprove ser morador do município. Na ocasião a Prefeitura afirmou ainda que seriam criadas quatro barreiras: Serra D´água, Garatucaia, Parque Mambucaba e Vila Histórica de Mambucaba. No feriado de 1º de Maio, por exemplo, estas barreiras foram instaladas.

No domingo, 24, postagens em redes sociais mostraram uma grande movimentação no Aeroporto de Angra dos Reis, o que sugere que as restrições podem não estar atingindo a todos. Esta situação, segundo denúncias, vem se repetindo nos finais de semana e feriados.

Segundo a Prefeitura de Angra, não haverá barreiras no Aeroporto, já que isso é função da Anac, mas poderá ser implementado um controle nas pessoas que desembarcam lá. Elas poderão ser impedidas de entrar no município, caso não comprovem que tenham residência na cidade.

Turismo segue proibido

Vale lembrar que o acesso a todo território da cidade para não residentes está proibido, excetuando-se aqueles que exerçam atividades essenciais no município, tais como: funcionários da área de saúde, de segurança pública, servidores municipais, estaduais e federais.

Além disso, o acesso de turistas a Angra dos Reis, à Baía da Ilha Grande e às ilhas segue proibido, assim como continua interrompida toda e qualquer atividade turística no município, incluindo as atividades náuticas de turismo, píer, atracadouros e a realização de passeios turísticos por meio de embarcações de esporte e recreio por toda a extensão municipal da Baia da Ilha Grande.

Prefeitura de Angra não proibirá acesso de veranistas

Em entrevista ao Programa Talk Show desta segunda-feira, 25, o Prefeito Fernando Jordão falou sobre a questão dos veranistas:

Eu não posso impedir que uma pessoa de São Paulo, que tem sua segunda residência em Angra venha com a família para cá, isso eu não posso fazer. (…) O que ela não pode é fazer festa com lancha, no mar. (…) O que não pode é aglomeração. Não pode é o veranista que tem casa aqui alugar lancha para fazer turismo. Isso está proibido. Agora, a pessoa que pega o seu carro, vai a qualquer lugar, a pessoa que pega a sua lancha, eu não posso impedir isso. Nem que eu queira eu não tenho legislação para impedir isso. Mesmo porque ele não está aglomerando, ele está saindo lá com sua família. O que não pode é festa, é confraternização. Ninguém, está de férias em Angra”, explicou Jordão

Ao ser questionado com o fato de que Paraty proibiu o acesso de veranistas o prefeito foi enfático: “Nós não fizemos isso e não vamos fazer!”

Saiba mais:

Entrevista da Costazul

Eu só gostaria de saber quem está fiscalizando essa baderna aqui. Não sou contra as medidas preventivas, sou contra as…

Publicado por Regina Celia Miranda em Domingo, 24 de maio de 2020

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.