Angra endurece a quarentena

Compartilhe!

Neste sábado, 23, Angra dos Reis ultrapassou os 50% de ocupação da Santa Casa, onde funciona o Centro de Referência para Covid-19. Por conta disso o Prefeito de Angra voltou a endurecer a quarentena, que havia sido relaxada no início de Maio. A iminência desta atitude já havia sido levantada pelo Angranews.

O Decreto nº 11.646, publicado no Boletim Oficial de sábado, 23, cuja validade vai até o dia 8 de junho, traz regras mais duras para o comércio e serviços, proíbe aglomerações, fecha praias e áreas públicas e determina sansões e multas que podem chegar a R$3 milhões para quem reincidir uma infração gravíssima.

O documento também restringe a circulação de pessoas e veículos após as 22h, salvo nas hipóteses de atendimento médico-farmacêutico e dos agentes públicos no exercício da função. O município também declarou Ponto Facultativo nesta segunda-feira. Em entrevista à Rádio Costazul, o Prefeito Fernando Jordão afirmou ainda que os ônibus deixarão de circular entre a meia noite e cinco da manhã.

Em um vídeo postado nas redes sociais da Prefeitura de Angra, o Secretário de Saúde, Rodrigo Mucheli, foi taxativo quanto aos efeitos destas medidas restritivas:

“Estas medidas sanitárias. Restinguir a circulação e fechar muitos estabelecimentos, são medidas que vão fazer um bem para toda a população e o reflexo vai vir daqui a três, quatro semanas. Por isso as medidas são necessárias que se faça imediatamente”, afirmou Mucheli.

Casos dispararam no relaxamento

A fala do Secretário de Saúde acontece cerca de três semanas após a Prefeitura de Angra ceder a pressão de empresários e líderes religiosos e afrouxar a Quarentena, liberando o funcionamento de comércios e igrejas. Neste período, no qual também foram verificadas enormes filas em bancos, o município viu os casos de Novo Coronavírus disparar.

No comparativo entre os dias 05 e 24 de Maio, a ocupação da Santa Casa saltou de 22% para 51%, o número de casos suspeitos saiu de 1031 para 3404, o número de casos confirmados foi de 218 para 588 e as mortes saíram de 6 para 23 (sendo que mais seis ainda aguardam confirmação nesta data).

Nestes links (1) e (2) você pode acompanhar como a epidemia tem se desenvolvido em Angra.

Regras mais duras para Quarentena

Por conta desta escalada no número de casos de Coronavírus, a Prefeitura de Angra definiu novas estratégias de enfrentamento e prevenção ao Covid-19. O Decreto nº 11.646, publicado no Boletim Oficial de sábado, traz as seguintes regras:

Fica determinado a partir desta segunda-feira, 25, o fechamento dos estabelecimentos comerciais, com exceção de farmácias, hipermercados, supermercados, mercearias, açougues, peixarias, e hortifrutigranjeiros, estacionamentos de hipermercados e supermercados, lojas de venda de alimentação para animais e clínicas veterinárias, distribuidores de gás e água mineral, padarias com funcionamento restrito a entregas (delivery e take away), postos de combustível, centrais de distribuição e transportadoras de alimentos, serviços de saúde, hospitais, clínicas, laboratórios e estabelecimentos congêneres (todos estes, vale lembrar, seguindo as medidas sanitárias previstas).

Eventos e atividades com a presença de público, ainda que previamente autorizados, atividades coletivas (cinema, teatro, reuniões, assembleias etc.), visita a pacientes diagnosticados com o COVID-19, internados na rede pública ou privada de saúde, aulas (sem prejuízo da manutenção do calendário recomendado pelo Ministério da Educação, nas unidades da rede pública e privada de ensino), visita as instituições de longa permanência para idosos e visita aos equipamentos públicos de alta complexidade da Assistência Social estão proibidos, assim como a realização de cultos religiosos presenciais, sendo facultado a celebração de cultos por sistemas de internet (lives e outros).

Academias, centros de ginástica e estabelecimentos similares também se manterão fechados, e está proibido frequentar praia, lagoa, rio e piscina pública e de uso coletivo (inclusive a de propriedade particular).

O acesso de turistas a Angra dos Reis, à Baía da Ilha Grande e às ilhas segue proibido, assim como continua interrompida toda e qualquer atividade turística no município, incluindo as atividades náuticas de turismo, píer, atracadouros e a realização de passeios turísticos por meio de embarcações de esporte e recreio por toda a extensão municipal da Baia da Ilha Grande.

Restaurantes, lanchonetes, bares, choperias e botecos serão fechados para atendimento presencial; shopping centers, centros comerciais e estabelecimentos congêneres também, embora a presente recomendação não se aplique aos supermercados, farmácias e serviços de saúde em funcionamento no interior dos estabelecimentos descritos.

O fechamento do comércio não se aplica à realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares, com o objetivo de entrega de mercadorias (delivery).

O acesso a todo território da cidade para não residentes está proibido, excetuando-se aqueles que exerçam atividades essenciais no município, tais como: funcionários da área de saúde, de segurança pública, servidores municipais, estaduais e federais.

Salões de beleza, barbearias (barber shop), clínicas estéticas, oficinas mecânicas, náuticas e borracharias também deverão se manter fechados, e serão suspensas as atividades dos profissionais liberais em seus escritórios, excetuando-se os vinculados às áreas de saúde.

Também haverá restrição à circulação de pessoas e veículos após as 22h, salvo nas hipóteses de atendimento médico-farmacêutico e dos agentes públicos no exercício da função.

Os estabelecimentos empresariais que violarem quaisquer das regras serão multados e poderão receber suspensão temporária da licença de funcionamento (alvará).

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.