Alunos do Ceav buscam melhorias para o colégio

Compartilhe!

Estudantes contra e a favor da ocupação do maior colégio da Costa Verde participarão de debate mediado pela Coordenadoria da Juventude

O coordenador municipal da Juventude de Angra dos Reis, Andrei Lara, reuniu-se na segunda-feira, 23, na sede da TurisAngra, com uma comitiva de doze alunas do Colégio Estadual Dr. Artur Vargas (Ceav) que são favoráveis à ocupação da unidade de ensino. Na última semana, a reunião foi com um grupo contrário ao movimento. O objetivo desses encontros é mediar o diálogo entre os alunos, que buscam melhorias no ensino do maior colégio da Costa Verde.

Durante o bate-papo, as secundaristas puderam expor diversas questões que as incomodam e expuseram os motivos que as levam a querer ocupar a escola. Segundo elas, o grande problema do Ceav é a precariedade na manutenção das instalações, que apresentam problemas em algumas salas de aula, em banheiros e na quadra de esportes. Outras questões, como a falta de transparência na gestão escolar, a seção de salas para outros órgãos e policiais armados nas dependências da unidade de ensino também foram pontuadas pelas alunas, que pedem ainda mudanças no currículo do normal, com mais aulas de psicologia, sociologia e artes.

– Embora solucionar estas questões seja responsabilidade do estado, nosso papel tem sido o de mediação junto aos alunos do Ceav. Queremos evitar o conflito entre os grupos e garantir que qualquer decisão deles se dê por meio de um processo democrático e dentro de toda legalidade. A retomada do grêmio estudantil é fundamental para este processo, em especial porque através deste tipo de mecanismo, os alunos terão um órgão oficial para dialogar com a direção da unidade – explicou o coordenador da Juventude de Angra.

No final do encontro, ficou acertado que a coordenadoria promoverá uma nova reunião com representantes dos dois grupos ainda nesta semana.

– As demandas deles são bastante similares, diferindo, principalmente, quanto à ocupação do Ceav: um grupo quer ocupar e o outro, não. Espero que consigamos chegar a um consenso e unir estas forças, que buscam melhores condições de ensino e uma escola mais cidadã para todos. A Coordenadoria da Juventude está à disposição – finalizou Andrei.

Redação

Site de notícias da região da Costa Verde fluminense: Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty.