Táxi Boat legalizado em Mangaratiba

Decreto legaliza serviço de táxi boat em Mangaratiba
Decreto legaliza serviço de táxi boat em Mangaratiba
Compartilhe!

Os barqueiros de Mangaratiba que exploram serviços de transportes de passageiros (táxi boat) passarão a contar com um decreto que regulamenta a atividade na cidade. A secretaria de Turismo, Esporte e Lazer realizou um levantamento inédito para cadastrar os profissionais que atuam no município. O decreto estabelece algumas normas, com destaque para a quantidade de embarcações por localidade e a potência máxima do motor.

A iniciativa faz parte do Projeto Turismo Legal e os últimos detalhes foram definidos pelo prefeito Dr. Ruy Quintanilha, pelo secretário de Turismo, Roberto Monsores, pela secretária de Finanças, Flávia Ferrazani, e pelo procurador geral Luiz Felipe Freijanes. Os barqueiros de Itacuruçá foram os primeiros a receber o cadastro, devido ao maior número de táxi boats.

– Esta medida é uma segurança aos próprios operadores, pois em feriados ou fins de semana de altas temperaturas muitos barqueiros vêm de outras cidades e transportam esses passageiros. Quem estiver apto estará identificado com adesivo, crachá e a licença da Prefeitura. É muito gratificante saber que estaremos beneficiando dezenas de famílias, a legalização do transporte por táxi boat trará dignidade  e protegerá os barqueiros, pois evitaremos o competição predatória e manteremos a ordem pública. Essa conquista é dos barqueiros – destacou o prefeito Dr. Ruy.

A Prefeitura de Mangaratiba estabeleceu a quantidade de operadores e os preços a serem aplicados nos transportes. Foram licenciados 4 táxis para a Praia do Saco, 10 para Jacareí, 4 para Ibicuí, 8 para Ribeira, 8 para Junqueira, 8 para o Centro, e 120 para Itacuruçá. Este último distribuído em quatro pontos. As embarcações terão que possuir motor de 40HP. Quem possuir barcos com motor abaixo ou acima de 40HP terá um ano para se enquadrar.

Secretário de Turismo, Roberto Monsores, enfatizou o empenho do chefe do Executivo e dos barqueiros.

– O levantamento foi feito praia por praia. Era uma tentativa de oito anos, mas só o prefeito Dr. Ruy Quintanilha abraçou o projeto e viu a importância de dar legalidade e garantir a ordem pública marítima. Os barqueiros foram fundamentais para realizarmos esse levantamento – explicou.

Para o presidente da Associação de Barqueiros de Itacuruçá (Abit), Gilberto Oliveira, o Beto Durica, o decreto é uma grande conquista para a categoria.

– Esse decreto foi muito bom para a nós associados. O empenho do secretário Monsores foi fundamental. Há anos a gente estava nessa luta. O prefeito Dr. Ruy e sua equipe estão defendendo os barqueiros com essa medida. Assim, estamos ajudando cerca de 150 famílias, que estão agradecidos e satisfeitos com este decreto –  falou o presidente da Abit.

Tarifa diferenciada

Os moradores da Ilha de Itacuruçá, nas praias da Gamboa, Flexeira, Praia Grande, Jaguanum e Águas Lindas terão tarifa diferenciada. As passagens para esses moradores serão reduzids em R$ 2. Já para os moradores de Jaguanum e Águas Lindas serão combinadas levando em conta o número de passageiros e condições marítimas para a navegação. Os moradores dessas praias da ilha também serão cadastrados pela Secretaria de Turismo. Praia do Saco e Muriqui não possuem transporte de táxi boat.

Tabela de preços:

Saída Ilha da Guaíba Tapuã
Centro R$25 R$30
Ribeira R$20 R$30
Junqueira R$20 R$30
Ibicuí R$25 R$35

 

Saída Preço Preço-morador
Itacuruçá x Gamboa R$ 5 R$ 3
Itacuruçá x Flexeira R$ 5 R$ 3
Itacuruçá x Praia Grande R$ 10 R$ 8
Itacuruçá x Jaguanum Valores a combinar considerando o numero de passageiros e as condições marítimas para navegação.  
Itacuruçá x Águas Lindas Valores a combinar considerando o numero de passageiros e as condições marítimas para navegação.  

 

Saída Ilha Grande
Conceição de Jacareí R$ 30