Últimas noticias e informações sobre Angra dos Reis (Continente e Ilha Grande), Mangaratiba e Paraty.

Tarrafa: Despindo um santo para cobrir outro

Esta semana, após desocupar o Lote 4, aquele ao lado do Cais da Lapa, no Centro de Angra, habitado por moradores de ruas e seus cachorros, a Prefeitura de Angra, na manhã de um sábado de sol, anunciou para a imprensa que o local será entregue para a Viação Senhor do Bonfim guardar seus ônibus. Vale lembrar que o local, com todos os seus defeitos, é uma importante área de estacionamento do Centro e ajuda (e muito) os motoristas em épocas de festas como a de São Benedito e Nossa Senhora da Conceição, quando o Aterro do Carmo é fechado para a parte profana destas festas.

Largando os estudos

Que fim levou o estudo da COOPE feito no Governo Tuca Jordão sobre transporte público em Angra dos Reis? Esta ideia de ceder à Senhor do Bonfim uma área nobre (e enorme) da cidade para estacionar seus ônibus não faz sentido. Justificar que um dos motivos é evitar que moradores de rua se instalem no local faz menos sentido ainda, é quase uma ofensa… Dizer que novas vagas de estacionamento serão abertas na Júlio Maria é errar na matemática. Entendo que a ideia seja liberar a frente da cidade, mas porque não deslocar os pontos finais para os bairros como foi previsto no estudo? Criando novas áreas de estacionamento e abrindo o lote 4 para a população, ao invés de uma empresa privada?

Porque a Prefeitura de Angra dos Reis vai arrumar o local para a empresa utilizar de forma gratuita? Qual a contrapartida que a Viação Senhor Do Bonfim dará para os munícipes, que já pagam uma das passagens mais caras do país e vivem reclamando da qualidade do serviço?

Fim da linha

É claro que as mudanças não são somente para quem vai de carro para o Centro, quem estiver nos ônibus também sentirá as mudanças, uma vez que os pontos de desembarque de diversas linhas serão trocados para o ponto do Bradesco, próximo ao Convento do Carmo. As paradas dos ônibus no Cais da Lapa, antiga rodoviária, permanecerão como estão, sem mudanças.

Obras no Aterro do Carmo só devem piorar a situação do Centro

Daqui a pouco, se a promessa do prefeito Fernando Jordão realmente se cumprir, o Aterro do Carmo deverá ser cedido a uma empresa que construirá no local um estacionamento particular. Por óbvio, durante as obras o local será fechado, diminuindo ainda mais a oferta de vagas no Centro, ou seja, muito provavelmente esta ideia sobre o lote 4 foi prematura. Isso sem falar sobre as interdições que ocorrem no Carmo durante as festas de São Benedito e de Nossa Senhora da Conceição, que já deixam as vagas de estacionamento do Centro sendo disputadas à tapas.

Velho slogan de volta de novo

Com o fim do Passageiro Cidadão e a limitação de áreas para estacionamento só posso imaginar que a proposta será que o cidadão vá caminhando para o Centro, ressuscitando um velho slogan lá do primeiro mandato do Fernando: “Caminhar é saúde”.

Por sinal

Alguém sabe que fim levou os cachorros dos moradores de rua que ficavam no Lote 4?

Comentários