Tarrafa: Deputado de fora traz recursos para Angra?

Será que Candidato de fora traz mesmo recursos? Quem será que apresenta o melhor retorno de Votos x Emendas? Entramos de cabeça na polêmica que tem ganhado cada vez mais força.

Nos últimos meses, temos visto nas redes sociais e alguns meios de comunicação locais uma campanha reforçando a ideia de que devemos votar apenas em candidatos de Angra dos Reis, porque somente eles trariam recursos de emendas parlamentares para o município, ao contrário de políticos de fora. Mas será que isso é verdade?

Texto publicado em um jornal local

Independente dos argumentos daqueles que defendem esta ideia e da campanha difamatória que aqueles que apoiam candidatos de fora têm sofrido, decidimos fazer um levantamento tendo como base dados públicos da Câmara dos Deputados e do TSE. Para ajudar na avaliação destes políticos usamos a lógica do Custo X Benefício, sendo o fator Custo substituído pelo quantitativo de votos recebidos por cada um.

O que são emendas parlamentares?

Segundo definição do Jornal Nexo, as emendas são pedidos que deputados e senadores fazem para incluir no Orçamento despesas específicas, como pavimentar uma estrada ou reformar um hospital. Costumam ser destinadas às cidades onde estão os eleitores do parlamentar, para fortalecer laços políticos.

Para o Orçamento de 2017, discutido e aprovado em 2016, as emendas parlamentares individuais tiveram cerca de R$ 9 bilhões, o que significa R$ 15,3 milhões para cada deputado ou senador, para serem divididos em até 25 emendas de cada um.

Quanto Angra recebeu de emendas?

Segundo consta no site da Câmara, na atual legislatura, foram destinados para a localidade de Angra dos Reis um total de R$ 22.109.538 de emendas parlamentares federais nos anos de 2016, 2017 e 2018. Deste valor, R$6.05 milhões foram de Deputados Federais “De Fora”.
Lembramos que o orçamento de 2015 foi feito na legislatura anterior e o de 2019 ainda não foi fechado. Vale destacar que não computamos o que de fato o município recebeu, ou não, destes recursos, já que isso passa por fatores que independem dos deputados.

Mas qual o deputado que proporcionalmente trouxe mais recursos para Angra?

Para responder a pergunta sobre qual Deputado Federal ou Senador apresentou o melhor retorno no comparativo de Votos versus Recursos Destinados (Emendas), cruzamos os dados do Congresso aos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dividindo o total de recursos provenientes de emendas destinadas ao município pelo número de votos que os então candidatos tiveram nas duas Zonas Eleitorais de Angra dos Reis (147ª e 116ª). Eventuais recursos com destino ao Estado do Rio de Janeiro ou outro órgão, mesmo que tenham efeitos no município não foram computadas, já que o sistema trabalha com o Destino das Emendas (UF).

Votos X Emendas

Deley

Nesta lógica a melhor razão entre voto e benefício foi de Deley, que trouxe R$1,8 milhão em emendas para Angra e levou apenas 224 votos, um “custo” de R$8.036 por voto recebido.

Na sequência temos Chico D’Ângelo, com um “custo” de R$2.823 mil por voto; Walney Rocha, com R$2.102 por voto; e Alexandre Valle, com R$2.092 mil.

Júlio Lopes, com R$1,35 milhão e 2168 votos, ficou 6º lugar com o “custo” de R$461; e Alexandre Serfiotis fecha a lista em oitavo lugar, com o “custo” de R$278.

Menções honrosas

Destacamos ainda que Celso Jacob e Wilson Beserra destinaram R$400 mil cada para Angra dos Reis em 2018. Estes deputados não contabilizaram votos no município.

E os de Angra?

Uma análise detalhada da destinação total de emendas de Fernando Jordão e Luiz Sérgio será tema de levantamento que divulgaremos na próxima semana, mas se computarmos apenas os dados de emendas destinadas diretamente ao município de Angra dos Reis, temos as seguintes informações:

Fernando Jordão

Em números absolutos, o candidato com o maior quantitativo de emendas parlamentares destinadas à Angra dos Reis foi o então Deputado Federal Fernando Jordão (MDB), que em 2016, ano em que foi eleito prefeito do município, destinou R$11.409.538 para o município (praticamente toda sua cota para o Orçamento 2017). Nos outros anos do levantamento, não detectamos emendas do então deputado feitas diretamente para o município. Seu custo por voto foi de R$349, uma vez que teve no município 32.661 votos, o que o deixaria em 7º lugar em nosso ranking.

Luiz Sérgio

O também angrense Luiz Sérgio (PT) foi o segundo em números absolutos de emendas destinadas diretamente para Angra dos Reis, com um total de R$ 4.650.000 para o município nesta legislatura. Ao contrário de Jordão, suas destinações ao município foram constantes durante o mandato. O petista apresentou R$1,5 milhão em 2016, R$2 milhões em 2017 e R$1,15 milhões no orçamento de 2018.

Luiz Sérgio obteve 7.887 votos ficou no “custo” de R$590 por voto recebido, o que o deixa em 5º lugar no ranking Votos X Benefício.

Votos sem retorno

Alguns deputados justificam a fama de que só vem ao município buscar votos e não trazem recursos. Os mais votados que não trouxeram nada foram: Jair Bolsonaro com 2.021 votos em Angra dos Reis; Clarissa Garotinho, 1.532, Rosângela Gomes, com 1.418, Pedro Paulo e Eduardo Cunha.

Ranking – Voto X Benefício

Nome: 2016 2017 2018 Total Votos em 2014 Emendas / votos
Celso Jacob – MDB/ RJ R$ 400.000 R$ 400.000 0
Wilson Beserra – PMDB/ RJ R$ 400.000 R$ 400.000 0
Deley – PTB/ RJ R$ 1.000.000 R$ 800.000 R$ 1.800.000 224 R$ 8.036
Chico D’angelo – PDT/ RJ R$ 350.000 R$ 350.000 124 R$ 2.823
Walney Rocha – PATRI/ RJ R$ 1.000.000 R$ 400.000 R$ 1.400.000 666 R$ 2.102
Alexandre Valle – PR/ RJ R$ 500.000 R$ 500.000 239 R$ 2.092
Luiz Sérgio – PT/RJ R$ 1.500.000 R$ 2.000.000 R$ 1.150.000 R$ 4.650.000 7887 R$ 590
Julio Lopes – PP/ RJ R$ 1.000.000 R$ 1.000.000 2168 R$ 461
Fernando Jordão R$ 11.409.538 R$ 11.409.538 32661 R$ 349
 

Alexandre Serfiotis – PSD/ RJ

 

R$ 200.000 R$ 200.000 720 R$ 278

Total de votos por Deputado Federal

Abaixo listamos o total de votos que cada candidato a Deputado Federal eleito obteve no somatório das duas Zonas Eleitorais de Angra dos Reis no ano de 2014.

Nome Candidato Votos
Fernando Jordão 32.661
Luiz Sérgio 7.887
Júlio Lopes 2.168
Jair Bolsonaro 2.021
Clarissa Garotinho 1.532
Rosangela Gomes 1.418
Pedro Paulo 860
Eduardo Cunha 786
Marcelo Matos 737
Alexandre Serfiotis 720
Sóstenes Cavalcante 628
Cabo Daciolo 571
Francisco Floriano 480
Marcos Soares 431
Jean Wyllys 411
Chico Alencar 376
Jandira Feghali 315
Alexandre Valle 239
Sergio Zveiter 227
Deley 224
Aureo 162
Marco Antônio Cabral 151
Otavio Leite 143
Alessandro Molon 137
Felipe Bornier 135
Leonardo Picciani 135
Rodrigo Maia 132
Índio Da Costa 129
Benedita Da Silva 128
Chico D’angelo 124
Dr João 111
Miro Teixeira 110
Ezequiel Teixeira 106
Altineu Cortes 102
Soraya Santos 99
Hugo Leal 93
Washington Reis 82
Arolde De Oliveira 80
Simão Sessim 64
Glauber 58
Luiz Carlos Ramos Do Chapeu 37
Cristiane Brasil 32
Roberto Sales 26
Fabiano Horta 20
Paulo Feijó 19
Celso Pansera 18

Comentários