Últimas noticias e informações sobre Angra dos Reis (Continente e Ilha Grande), Mangaratiba e Paraty.

Sinspmar aperta o cerco contra o governo de Fernando Jordão

Em assembleia, funcionalismo decide organizar intervenções políticas para pressionar a prefeitura quanto ao dissídio deste ano; servidores formam grupo na intenção de criar estratégias de luta.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Angra dos Reis (Sinspmar), em assembleia realizada na última terça-feira, 29, na sede do Sindicato dos Estivadores, traçou uma série de estratégias de luta perante a prefeitura, que segue oferecendo 0% de reajuste salarial e deixando de pagar o PCCR e as horas extras de 2016, entre outras questões.

 

O advogado da entidade, José Antônio, falou sobre as ações judiciais que já estão em andamento, oferecidas pelo jurídico do sindicato. 


– Temos quatro ações ajuizadas. Duas relacionadas aos fiscais, uma referente ao PCCR e uma quanto ao dissídio. E no início de setembro teremos mais ações – informou o advogado.

 

Quanto à ação do reajuste salarial, José Antônio explicou que ainda está sendo discutida a gratuidade de justiça, mas que, apesar da demora de quase 90 dias, é importante que a ação seja feita de maneira correta. 

 

Os servidores aprovaram, por meio de votação, a criação de novos atos de protesto para pressionar o prefeito Fernando Jordão e seus secretários quanto a várias reivindicações do funcionalismo que nada tem a ver com benefícios para a categoria, mas com direitos conquistados com muita luta e garantidos pela Lei Orgânica Municipal. Também foi votada a criação de uma comissão de servidores para criar, junto ao sindicato, estratégias para pressionar o prefeito.


 

Comentários