Últimas noticias e informações sobre Angra dos Reis (Continente e Ilha Grande), Mangaratiba e Paraty.

Redução de conteúdo local ameaça empregos em Angra

Ministério de Minas e Energia quer reduzir em 50% em média os percentuais de empreendimentos feitos no Brasil do setor naval.

Uma notícia anunciada recentemente pelo Ministério de Minas e Energia, da redução em 50% em média, dos percentuais de conteúdo local (CL) para as empresas de produção e exploração de óleo e gás natural no Brasil, caiu como uma “bomba” no setor, que teme novas demissões com a diminuição de obras a ser realizada no país. A presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da região Costa Verde, Cristiane Marcolino, o diretor Executivo, Manoel Sales, o Manoelzinho, e assessoria, estiveram no gabinete do prefeito Fernando Jordão para conversar.

O Sindicato se reunirá com lideranças de outros sindicatos dos trabalhadores da construção naval para unir força para uma grande mobilização por parte dos metalúrgicos, na tentativa de fazer o Governo Federal recuar da sua decisão, que prejudicará muito o setor e causará demissões em massa.

Antes da decisão do presidente Michel Temer, as empresas tinham que realizar 65% de seus empreendimentos no Brasil, agora, apenas 25% dos equipamentos e serviços precisam ser adquiridos de fabricantes ou prestadores de serviços brasileiros, abrindo brecha para que, parte do que antes seria comprado ou fabricado no país seja adquirido no exterior.

Reunião entre representantes do sindicato e o prefeito

Nesta sexta-feira, 3, o prefeito se reunirá com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves Barreto e no dia 8 ele vai a Brasília, onde pretende se reunir com ministros e secretários ligados ao setor, para tentar sensibilizar a presidência da República sobre o risco que a medida traz para a construção naval brasileira.

Comentários