Prefeitura de Angra pode adquirir móveis pelo triplo do valor de mercado

Comparamos a Ata de Registros de preços da Secretaria de Saúde com valores praticados em lojas de Angra dos Reis e a diferença foi significativa.

Em tempos de reajuste zero para o Servidor Público em Angra dos Reis e comércio estagnado, chama atenção um processo de registro de preços para comprar móveis de escritório da Secretaria de Saúde municipal no valor global de R$64.790, para a aquisição de 38 itens. Segundo levantamento do Angranews, se a mesma compra fosse feita no comércio local, a prefeitura gastaria cerca de um terço do valor.Esta Ata de Registro de Preços, nº33/2018, foi publicada na edição 887 do Boletim Oficial do Município, de 20 de Abril, e a empresa vencedora foi a Karpel Suprimentos e Utensílios para Escritórios, de Volta Redonda.

Encontramos a mesma longarina que a prefeitura poderá pagar R$1530, por R$621,90 em uma loja de Angra dos Reis.(foto ilustrativa)

Pelo documento, subscrito pelo Secretário de Saúde Renan Vinícius, cada uma das sete mesas de escritórios com três gavetas deverá ser comprada pelo valor de R$1690. Também foram cotados sete armários de duas portas, pelo valor individual de R$1990; sete gaveteiros com cinco gavetas por R$2410 cada; sete armários de duas portas horizontal por R$850 cada e dez longarinas de três lugares por R$1530 cada.

Comércio de Angra bate todos os preços

De acordo com levantamento feito pelo Angranews em uma tradicional loja de Angra dos Reis, é possível comprar itens com as mesmas especificações que a prefeitura pretende adquirir por valores muito abaixo dos registrados pela Secretaria de Saúde. Em alguns casos os valores encontrados são menores que um terço do que o município pretende desembolsar na empresa da Cidade do Aço.

No comércio local, encontramos a longarina por R$621,90, menos da metade do valor que o município poderá pagar. O armário de duas portas grande por R$839,90, o pequeno por R$439,90 e um gaveteiro por R$408,90. A mesa de escritórios com as três gavetas que o município pretende comprar por R$1.690, encontramos por R$547,90 cada, uma diferença significativa.

Se estes itens fossem adquiridos em Angra dos Reis, nas quantidades previstas na Ata, o valor global da compra seria de R$21.875,20, menos de 35% do que o município pretende gastar na empresa de Volta Redonda. Vale destacar que, dependendo da forma de pagamento e da negociação, o valor da compra poderia cair até 12%.

Comentários