Petrobras pagará R$10 milhões por derramamento de óleo em Ilha Grande

A petrolífera brasileira Petrobras terá que pagar uma multa de R$ 10 milhões à cidade de Angra dos Reis, região sul do estado do Rio de Janeiro, pelo derramamento de óleo na Baía de Ilha Grande, ocorrido em 2002. Essa foi a decisão da segunda turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A princípio já havia sido aplicada uma multa pela União à estatal no valor de R$ 150 mil. No entanto, o município de Angra dos Reis apresentou recurso após a Petrobras ter alegado que a administração municipal não poderia impor a multa, uma vez que a União já havia feito, o que daria a entender que a multa da União substituiria a municipal.

Mas, de acordo com o entendimento do STJ, a sanção estabelecida pela União não impossibilita a imposição de multa por município, especialmente por ter ocorrido um dano ambiental numa área de abrangência de Angra dos Reis.

O julgamento já foi concluído e a decisão deverá ser publicada em fevereiro, após o recesso do Supremo Tribunal de Justiça (STJ). A multa aplicada pode ser ainda considerada pequena em comparação ao grande dano ambiental ocasionado pelo óleo na Baía de Ilha Grande, local que abriga diversas espécies marinhas.

Panorama Offshore

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.