Peça angrense tem ingressos esgotados na FITA


Warning: getimagesize(/var/www/angranews/wp-content/uploads/2016/06/a-cabaça-da-existencia-03.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/angranews/wp-content/themes/gutenmag/includes/custom.php on line 330
a cabaça da existencia 03
Compartilhe!

A Cabaça da Existência do grupo Artêros terá sua estreia como cena longa, já está com ingressos esgotados na maior festa de teatro do país.

Parece que o magnetismo e a mística da história da criação do mundo, segundo a mitologia iorubá, retratada no espetáculo angrense “A Cabaça da Existência”, do grupo Artêros, continua sendo garantia de sucesso e curiosidade. O grupo que se apresenta na próxima quinta-feira, 9, às 21h45, na programação da maior festa de teatro do país, a FITA, teve seus ingressos esgotados na tarde da ultima quinta, 02 de junho.

– Estamos radiantes com o sucesso pela procura dos nossos ingressos. A Cabaça surgiu como uma cena curta e para a FITA estamos transformando a peça de 20min num espetáculo de 1h. Sem dúvida alguma só o sucesso pela procura já é motivo de celebração. Declarou o diretor do grupo, Ramon Souza.

Há uma semana da apresentação, a peça “A Cabaça da Existência”, um dos destaques prata da casa na mostra da Festa Internacional de Teatro de Angra, foi a primeira a ter os seus ingressos esgotados, e a procura continua grande. Com o elenco formado pelos atores Ramon Souza, Letícia Mendes, Vitória Lopes e Júnio Bastos, o espetáculo tem a direção de Camila Rocha e a montagem estreia sua versão ampliada na Fita, já que a cidade já conhece a cena curta do espetáculo.

– Os Artêros simplesmente arrasam, quero muito ver essa nova versão da “Cabaça”. Assim que começaram as vendas, garanti o meu ingresso, disse a estudante Melissa Souza.

Sobre o grupo:

O grupo Artêros nasce no de 2014. Da ideia de se montar uma peça com dramaturgia autoral ( A Cabaça da Existência) do agente cultural Felipe Gustavo Barbosa, acontece a união de atores interessados e surge o grupo Artêros. Da concepção do espetáculo, aos ensaios e estreia se passaram um ano. E em 2015, o grupo finalmente estreia sua “Cabaça” no evento Agosto Cultural, realizado pela Prefeitura de Angra com demais entidades, movimentos, agentes e produtores culturais locais. Depois da estreia, A Cabaça da Existência circulou pelo Rio de Janeiro ( Sede do Rio Criativo, com o prêmio de reconhecimento da Cultura em Território Criativo na região Costa Verde); Osasco (Teatro Arca de Noé), e Belo Horizonte no Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto.

Ainda em 2015, o grupo se aventura em um novo projeto: estrear o espetáculo “RIP”, outra peça autoral escrita por um ato do grupo, o Júnio Bastos. RIP tem estreia no Centro Cultural Theophilo Massad. O espetáculo que inova ao trazer para a cena uma banda de rock ao vivo, torna-se um sucesso de público jovem e começa a viajar por cidades como: Salto ( interior de São Paulo) no Festival Carpe Dien ( sendo indicado em 10 categorias na mostra competitiva e ganhando 5 prêmios: melhor espetáculo, iluminação, direção, ator e atriz coadjuvante.

No final do ano de 2015, o grupo Artêros ganhou seu primeiro edital: Territórios Criativos da Secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. Com o prêmio, o grupo propôs fazer uma circulação nas escolas públicas de Angra debatendo a intolerância religiosa, o empoderamento feminino, o machismo e a musicalidade. A circulação acontecerá nos meses de maio e junho de 2016, tendo como grande parceira do grupo a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Angra dos Reis.

Em março de 2016, uma notícia surpreendeu o grupo: O convite para apresentar A Cabaça da Existência na Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis – FITA, o principal festival de Teatro do Estado do Rio de Janeiro e maior do Brasil. A trupe aceitou, e aguarda ansiosamente para a chegada do dia 09 de junho de 2016, dia que pela primeira vez o grupo estará na FITA, um festival em casa, na nossa terra, que tem uma projeção mundial.