MP investiga possível venda de TACs em Angra

em-2011-o-apresentador-luciano-huck-foi-condenado-por-ter-instalado-um-cerco-de-boias-em-frente-a-sua-casa-na-ilha-das-palmeiras-em-angra-dos-reis-1508257903565_615x300
Compartilhe!

Uma notícia publicada na edição da Revista Veja da semana passada (nº2630) colocou um alerta sobre os Termos de Ajuste de Condutas (TAC) assinados em Angra dos Reis. Segundo a publicação, está em curso uma investigação do Ministério Público que apura se o promotor Bruno Lavorato e o Secretário de Meio Ambiente de Angra dos Reis, Mário Sérgio Reis, teriam vendido 13 TACs.

O caso, objeto da investigação, surgiu por conta de um TAC assinado pelo apresentador Luciano Huck. Na época, o apresentador foi autuado pelo MP por agressão ao meio-ambiente e na sequência ele assinou o Termo de Ajustamento. Huck, que nega qualquer ilegalidade no TAC, vendeu sua casa para o empresário Joesley Batista há seis anos.

Segundo a Veja, o procedimento corre na divisão de inteligência do MP do Rio, sob o número 2017.00581811.

Procuramos a Prefeitura de Angra em busca de um posicionamento sobre o caso, mas até o fechamento desta matéria não houve qualquer resposta do Executivo.

Vale destacar que a propriedade de Luciano Huck em Angra dos Reis já deu muita dor de cabeça ao apresentador, que já foi condenado em 2011 a pagar multa de R$40 mil por colocar boias em torno de sua propriedade na Ilha das Palmeiras.