Moradores da Praia do Bonfim denunciam precariedades do cais

As águas tranquilas da Praia do Bonfim a consagraram um dos lugares mais pacatos de Angra dos Reis. Em frente à praia está a Igreja Ermida do Bonfim, construída em cima de uma pequena ilha, onde é possível chegar até mesmo a nado. Ultimamente, toda essa paz tem sido interrompida por uma grande preocupação. É que os moradores temem que as condições precárias do cais usado no bairro causem acidentes.

Diariamente, o local é utilizado para embarque e desembarque de pessoas e produtos. E isso vem aumentando a preocupação dos moradores, que temem um desastre. “Trabalho todos os dias com o meu barco nesse cais estou percebendo que ele está mais inclinado para o lado direito. Isso é sinal que as colunas estão com rachaduras. Agora eu procuro entrar e sair rápido, para não ter tempo de ser vítima de qualquer eventualidade”, contou o morador Avelar da Silva Leite.

O pescador Denilsom Fernando de Lima, 38 anos, reclama da quantidade de material de obras que é carregado e descarregado no Bonfim. “Todas as obras que são realizadas nas Ilhas, a carga e descarga passa pela nossa praia e consequentemente pelo cais. Esse peso está danificando a estrutura da ponte de madeira que já está cedendo. Queremos uma solução antes que aconteça um acidente e alguém acabe morrendo”, solicitou.

Marcelo Castro, vendedor de 27 anos relembrou um acidente ocorrido. “Certa vez eu estava transportando alguns turistas, então uma mulher pisou em uma ripa que se soltou e acabou a derrubando dentro da água. Ela não sabia nadar e foi muito difícil impedir o seu afogamento. Por sorte tinham várias pessoas na hora, que me ajudaram a retirá-la da água”, lembrou.

A Regional Administrativa do bairro informou que já encaminhou o problema para a Secretaria Municipal de Obras, que está criando um projeto para a reestruturação do píer.

A Voz da Cidade

Comentários