Modelo de carro usado como viatura pela PM é reprovado em teste de segurança

Veículos adquiridos pelo Estado são do mesmo modelo comprados pela Prefeitura de Angra

As 290 novas viaturas compradas pelo governo do Rio, assim como as 20 compradas pela Prefeitura de Angra para a Polícia Militar são de um modelo que tirou nota zero em teste de segurança da Latin NCAP, associação que promove testes com os principais carros vendidos no país. Para o órgão o modelo não deveria ser utilizado para trabalhos policiais.

Segundo reportagem da Folha de São Paulo, de março deste ano, o modelo mais recente do Ford Ka Sedan, que está sendo adotado nas ruas do Rio pela polícia, apresentou “proteção pobre” para a região do peito dos ocupantes em casos de batidas laterais a pelo menos 64 km/h.

Segundo a associação, há possibilidade de os ocupantes do banco dianteiro terem ferimentos com risco de morte em caso de acidente e também foi observado que a porta traseira do veículo se abre durante uma colisão, podendo o passageiro de trás ser expelido de dentro do carro.

No caso de uma batida frontal, a proteção para o peito e as pernas do condutor foram consideradas “marginais”. O resultado final, segundo a associação, é “extremamente desapontador”.

Para se ter uma ideia do problema, a revista Autoesporte garantiu que “o Ka atualmente vendido no Brasil não teria segurança suficiente para ser aprovado nas normas exigidas pela Organização das Nações Unidas na Europa desde 1995″.

Risco extra para policiais

A Folha destaca ainda que “na PM, a preocupação é redobrada, já que os carros serão usados no patrulhamento, perseguições a suspeitos e incursões em favelas e que o modelo a ser utilizado, no que diz respeito a itens de segurança, é igual a um que sai da fábrica para o consumidor comum. As únicas mudanças são de pintura e lanternagem, feitas com as características da viatura da PM”.

Para o secretário geral da Latin NCAP, Alejandro Furas, o modelo não deveria ser usado para trabalho das polícias.

Angra comprou 20 viaturas deste modelo

Para ajudar no reforço do patrulhamento no município, a prefeitura de Angra dos Reis comprou 20 viaturas deste mesmo modelo para a Polícia Militar, ao custo de R$1,3 milhão para o tesouro municipal. Os veículos foram entregues este mês e já circulam pelo município.

Segundo a prefeitura, doze viaturas doadas para a Polícia Militar ficarão no 33º BPM. O combustível e manutenção serão responsabilidade do Estado. As outras oito ficarão com o Proeis, fazendo o policiamento nas seguintes localidades: Garatucaia e Cantagalo ; Monsuaba e Jacuecanga; Balneário, Parque das Palmeiras e Marinas; Centro; Japuíba, Encruzo e Banqueta; Serra D’Água, Zungu e Ariró; Frade e Bracuí; Parque Mambucaba e Vila Histórica de Mambucaba.

Comentários