Marginais colocam fogo em ônibus em Angra

Guerra entre facções aterroriza moradores no Belém. Moradores cobram solução para a escaldada da violência.

Ônibus incendiado no Belém

A escalada de violência no bairro do Belém, em Angra dos Reis, parece não ter mais fim. Após a guerra entre facções criminosas deixar a comunidade sem luz por três dias, a novidade foi um ônibus incendiado na noite desta segunda-feira, 20, o que deixou a Rio-Santos fechada. Pelas redes sociais, o Prefeito Fernando Jordão rompeu o silêncio e garantiu que irá ao comando da Intervenção Federal no Estado buscar apoio. Vereador desafia comando da Polícia Militar na região.

Nós sabemos o nível de insegurança que a cidade está vivendo,agora, recentemente, este ônibus que foi queimado lá no Belém, nós não podemos aceitar este tipo e atitude. Já falei com as autoridades competentes, com o General Richard, que é o Secretário de Segurança da Intervenção Militar,  com o Corenel do CPS, Coronel Goulart, mostrando a eles que nós precisamos fazer para melhorar a segurança aqui. (…) O Gabinete de Intervenção Militar tem que reagir, tem que vir ajudar a polícia de Angra dos Reis. O policiamento de Angra tem feito o que é possível, mas sem ajuda de forças especiais a gente não consegue combater essa violência – afirmou o prefeito na noite desta segunda-feira, 20.

Política contra a Violência

Em Fevereiro deste ano, Fernando Jordão esteve pessoalmente com o Presidente Michel Temer, pedindo reforço no policiamento em Angra dos reis e chegou a ameaçar pedir o desligamento das Usinas Nucleares caso não fosse atendido. No mesmo mês, um grupo de prefeitos participou de uma reunião com a Intervenção Federal e promessas de mais operações na região foram feitas.

Em Abril o presidente da Câmara, vereador Zé Augusto, chegou a pedir que se decretasse Estado de Calamidade na Segurança pública de Angra dos Reis, mas não foi atendido pelo Prefeito.

No mês de Maio o general Richard Nunes, responsável pela pasta da Segurança Pública da Intervenção Federal no Rio de janeiro, esteve na cidade e anunciou medidas para reforçar o combate à violẽncia em Angra dos Reis.

Guerra entre facções aterroriza moradores de Angra

Segundo informações da TV Rio Sul, afiliada da Rede Globo, a escalada de violência começou na madrugada do último sábado, quando moradores denunciaram intensa troca de tiros no Belém. O conflito entre duas facções criminosas que disputam o controle dos pontos de venda de drogas no local prosseguiu no domingo e na madrugada do dia seguinte, com diversos relatos de trocas de tiros.

Na segunda-feira, 20, as aulas foram suspensas a pedido de pais de alunos do Belém, o que deixou 1,6 mil crianças sem aulas. Além disso, até ontem, o bairro ficou estava luz. Segundo comunicado da ENEL, a empresa está impossibilitada de entrar no bairro pois não pode colocar seus funcionários em risco. Pelas redes sociais, moradores relataram a situação em mensagens que circularam em grupos de WhatsApp.

Nós moradores do Final do Belém estamos pedindo pelo Amor de Deus ajuda, sabemos que o Bairro tá em guerra, mas se tivesse o Bairro todo na mesma situação entenderiam. Nós estamos três dias indo pro quarto sem energia elétrica, estamos pedindo por favor permitam que religuem a energia, pois temos várias famílias em estado caótico, somos famílias humildes, trabalhamos pra trazer o nosso alimento pra casa, estamos vendo nossos alimentos apodrecerem, já tem pessoas idosas e crianças passando mal, nossos alimentos estão estragando tudo.

Não estamos aqui pedindo muito, pois todos vemos hoje o caminhão do lixo circulou, pois com a ordem do prefeito tiveram que circular então, porque a Enel não pode vir? A tarde toda não houve confronto, sabemos que está em guerra, mas nós estamos sofrendo muito, alguém pelo Amor de Deus nos ajude, pois a cada hora agrava nossa situação, não queremos nada que seja impossível, olhe um pouco por nós , tem família que logo já não terá mais alimentoPrefeito, vereadores, deputados cadê vocês agora? Por favor nos ajudem! – clama o morador.

Ônibus incendiado

Na noite desta segunda-feira, 20, um ônibus foi incendiado na rodovia Rio-Santos, próximo à entrada do Belém. As imagens circularam pelas redes sociais e causaram revolta na população, que cobra um fim para a escalada de violência que Angra dos Reis vive nos últimos anos.

Vereador desafia Comandante da PM

Assim que circulou a informação sobre o ônibus queimado o vereador e Policial Militar da reserva, Sargento Thimoteo, fez um vídeo em que cobra uma ação contundente do Comando do 33º Batalhão, responsável pela região da Costa Verde.

Guerra avisada [email protected]%%$, vai deixar queimar quantos ônibus mais? Vai deixar essas imundices fazer o que? Faz igual ao Coronel lá de Niterói, mete bala. Tá difícil Comandante, vamos trabalhar! Tá complicada a coisa, a população está apavorada, como é que é Comandante? Vamos trabalhar? A missão já foi dada pelo General para o senhor. É só cumprir! – afirmou o parlamentar.

Comentários