Luiz Sérgio se manifesta sobre medidas anunciadas por Jordão

luiz sergio 2015
Compartilhe!

Para o deputado federal, as determinações anunciadas por Fernando Jordão são necessárias para enfrentar a crise.

Em uma carta aberta, divulgada pelas redes sociais nesta quarta-feira, 11, o deputado Federal Luiz Sérgio (PT) opinou sobre as medidas de contenção de despesas e recuperação econômica anunciadas nesta terça-feira, 10, pelo prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão (PMDB). Para o petista, “a situação atual é fruto de equívocos na administração pública cometidos ao longo dos últimos anos” e que “a atitude tomada pelo prefeito foi corajosa e necessária”, uma vez que ele acredita que o cenário econômico neste ano deve ser difícil.

Confira a íntegra do documento:

Com relação às medidas anunciadas pelo prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão, em entrevista na manhã de terça-feira (10/12), expresso as seguintes opiniões:

1 – Diante da crise financeira pela qual passam a Prefeitura de Angra e o Governo do Estado do Rio, a atitude tomada pelo prefeito foi corajosa e necessária. Tudo leva a crer que o ano de 2017 será difícil do ponto de vista econômico, portanto medidas de controle e redução de despesas são fundamentais.

2 – A situação atual é fruto de equívocos na administração pública cometidos ao longo dos últimos anos. E nesse aspecto é importante salientar que o prefeito além de coragem para tomar medidas duras, mostrou ter humildade ao reconhecer que alguns desses problemas — notadamente no que se refere à folha de pagamento do município — ocorreram inclusive, mas não apenas, no período em que governou a cidade, entre os anos de 2001 e 2008. Tal atitude é merecedora de respeito.

3 – Em relação ao programa Passageiro Cidadão, entendo que a suspensão temporária do benefício seja para a implementação de ajustes e correções. E defendo que o programa seja retomado o mais rapidamente possível de forma a contemplar apenas as pessoas que realmente precisam. Para que o Passageiro Cidadão funcione de fato sem trazer prejuízos ao conjunto da municipalidade é preciso o controle rigoroso por parte da Prefeitura e a definição clara de um corte social que garanta o benefício exclusivamente àqueles que não tem condições de pagar o valor cheio da passagem. Aliás, essa é a posição que defendo desde que o programa foi criado, em 2011.

4 – Por fim reitero a minha disposição de me esforçar para ajudar a cidade, o prefeito e sua equipe sempre que estiver ao meu alcance.

Luiz Sérgio
Deputado Federal
Angra dos Reis, 11 de janeiro de 2017