Grupo de Eike pode querer levar grupo Fels para São João da Barra


Warning: getimagesize(/var/www/angranews/wp-content/uploads/2013/05/POrto-de-Açu.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/angranews/wp-content/themes/gutenmag/includes/custom.php on line 330
Porto de Açu
Compartilhe!

POrto de AçuO BTG Pactual (BBTG11), que foi contratado, em março, para buscar soluções financeiras para o Grupo EBX, de Eike Batista, estaria propondo a venda do porto do Açu, da LLX Logística (LLXL3), em São João da Barra, no Norte Fluminense, a algumas empresas. A ideia é levar o estaleiro cingapurense Fels, hoje em Angra dos Reis, para lá, segundo a coluna de Lauro Jardim, da Veja. 

De acordo com a publicação, o BTG oferece duas opções nas conversas que têm tido com algumas companhias sobre o Açu: o porto inteiro ou, se o negócio não interessar, que o investidor instale uma empresa no complexo.

A informação, entretanto, foi negada pela empresa. Em nota, a LLX esclarece que é “incorreta” a notícia veiculada na coluna Radar. “As obras do superporto do Açu seguem em rimo intenso, de acordo com o cronograma e com o início de operação previsto para este ano”, comentou a empresa.

Outros negócios
Em outra frente, o negócio entre a OGX Petróleo (OGXP3), de Eike, e a Petronas, estatal da Malásia, está quase selado. A petroleira malaia pagará US$ 850 milhões por 40% do campo de Tubarão Martelo. 

Receosa, a Petronas exigiu que o dinheiro fique depositado em uma conta-custódia e seja liberado mediante comprovação da produtividade do campo, aponta a coluna de Lauro Jardim.

 

Infomoney