FUSAR buscará soluções para os Postos de Saúde

No Talk Show nos bairros desta semana, o jornalista Igor Abreu, traçou um diagnóstico do que ocorre em alguns postos de saúde de Angra dos Reis, principalmente os instalados em praias das ilhas da Baia da Ilha Grande e bairros periféricos.

Manifestantes pedem melhorias na saúde de AngraNesta terça-feira, lideranças comunitárias de vários bairros e praias do município externaram os problemas como ausência de médicos, insumos e até mesmo a falta de uma unidade de saúde, que no caso da Ilha da Gipóia, funciona precariamente em um barco sem a infra estrutura necessária para os atendimentos. Segundo os manifestantes, falta ainda em alguns postos de saúde, produtos básicos como papel higiênico, medicamentos e até o próprio medico.

Da manifestação participaram representantes e líderes comunitários do Moradores do Morro do Moreno, Água Santa, Gamboa do Belém, Ilha da Gipóia, entre outras.

Uma das comunidades representadas, a da Praia de Matariz, cujo Posto de Saúde (foto), atende várias comunidades da Ilha Grande, sofre com a falta de médicos e a proposta do executivo de colocar um clínico apenas uma vez por semana não contemplou os anseios da comunidade.

Em entrevista ao Talk Show, o Presidente da FUSAR, Jefferson Portilho, que se reuniu com os moradores após o ato, traçou metas, que deverão começar a ser cumpridas nas próximas semanas. Ele também garantiu que irá visitar as unidades de saúde e buscar possíveis soluções junto às comunidades. Entre as soluções buscadas por Portilho está a de contratar mais médicos para a rede e melhorar a logística de insumos e serviços.

[display_podcast]

Comentários