Flip confirma presença de Aleksandar Hemon em sua 11ª edição

aleksandar-hemon
Compartilhe!

aleksandar-hemon“Eu gostaria de ter escrito As fantasias de Pronek, mas não poderia tê-lo feito porque ninguém escreve como Hemon. Sua visão de mundo é a mais incomum e poética. Este livro é tocante e belo”. Jonathan SafranFoer

Autor de O projeto Lazarus, eleita a melhor obra de ficção de 2008 pela New Yorker e finalista do National Book Award, o bósnio Aleksandar Hemon virá à 11ª edição da Flip — Festa Literária Internacional de Paraty –, que acontecerá entre os dias 3 e 7 de julho.

Nascido em Sarajevo, em 1964, na então Iugoslavia, Hemon mudou-se para os Estados Unidos em 1992, após se formar em literatura na Universidade de Saravejo. Em 1995, começou a escrever em inglês e seus textos passaram a ser publicados em prestigiosos veículos, como The New Yorker, Esquire e The Paris Review.

Tema caro ao escritor, os anseios vividos pelo homem em uma situação de exílio forçado são retratados em seu livro de estreia, o premiado E o Bruno? (2000), lançado pela Editora Rocco no Brasil. Comparado a Vladimir Nabokov e Joseph Conrad, Hemon se volta para o mesmo universo em sua segunda obra – As fantasias de Pronek –, na voz de seu alter ego, Josef Pronek, um dos personagens do livro anterior. O autor narra os desencontros de um refugiado da Guerra da Bósnia em um país sedutor como os Estados Unidos.

Em O projeto Lazarus, Hemon se firma como um especialista na temática expressando sua visão sobre a decadência do imigrante no mundo moderno – “Lar é o local que só descobrimos à distância”, escreve. Repleto de humor e de piadas, mas ao mesmo tempo triste, O projeto Lazarus narra a história de Vladimir Brik, um escritor bósnio atormentado pela crise de identidade que a condição de imigrante lhe oferece.

No mês passado, seu último livro The Book of My Lives foi lançado nos Estados Unidos. Estreia do autor no universo da não-ficção, o livro de memórias é uma ode às cidades de Sarajevo e Chicago, costurando deslocamentos, encantamentos e desilusões de sua juventude.

Graciliano Ramos será o autor homenageado na Flip de 2013
A 11ª edição da Flip terá como homenageado Graciliano Ramos. No próximo dia 27 de outubro completam-se 120 anos do nascimento do autor, natural de Quebrangulo, Alagoas. Escritor, jornalista e político, Graciliano Ramos teve uma vida em que a literatura e a política se entrelaçaram e, não raro, suas convicções e atividade política inspiraram obras de forte conteúdo social.

Os escritores homenageados nas edições anteriores da Flip foram Vinicius de Moraes, Guimarães Rosa, Clarice Lispector, Jorge Amado, Nelson Rodrigues, Machado de Assis, Manuel Bandeira, Gilberto Freyre, Oswald de Andrade e Carlos Drummond de Andrade.