Febre amarela: Paraty vacinará de porta em porta

Dando continuidade ao esquema vacinal contra o vírus da febre amarela em Paraty, a Secretaria de Saúde informa que a partir de amanhã, 18, as equipes de vacinação vão percorrer os bairros, de casa em casa, para garantir que toda população seja imunizada. 

Além desta ação, a vacinação de rotina nos ESFs segue normalmente.  
Segundo a secretaria de Saúde, Martha Cardoso, não há registro de casos de febre amarela no município. “Não mediremos esforços para vacinar mais de 90% da população sem contra-indicação. Para isso iremos de casa em casa . É a #SaúdeEmAção”, afirma a secretaria. 
Fique atento à programação:
## ESQUEMA NOS BAIRROS, DE PORTA EM PORTA  ##
Das 8h às 17h
18/1 – quinta-feira

Pantanal / Penha /  Mato Dentro/ Condado / Morro do Jacú / Princesa Isabel / Ponte Branca
19/1 – sexta-feira

Barra Grande / Graúna / Rio Pequeno / Corumbê
23/1 – Terça-feira

Taquari / Sertão do Iriri / Sertão do Taquari / São  Gonçalo 
24/1 – Quarta-feira

Prainha / Chapéu do Sol / Tarituba
27/1 – Sábado

CIS 
## ESQUEMA DE ROTINA NOS ESFs ##
Barra Grande

De segunda a sexta-feira

8h às 16h
CIS

Quartas-feiras

8h às 11h30 / 13h30 as 15h30
Corisco

De segunda à sexta-feira

8h às 16h30
Costeira

De acordo com as condições do mar
Ilha das Cobras

Todas as terças-feiras 

8h30 às 16h
Laranjeiras

Todas as sextas-feiras

8h as 16h
Mangueira

De segunda a sexta-feira

8h às 11h30/13h30 às 15h30
Pantanal

Todas as quintas-feiras

8h30 às 16h
Patrimônio

De segunda à sexta-feira

8 às 16h
Taquari

Todas as quintas-feiras

8h às 16h
Trindade

Todas as quintas-feiras

8h às 16h
*Demais bairros a programação vai ser divulgada nos próximos dias.
O efeito protetor da vacina contra a febre amarela ocorre a partir do décimo dia depois da vacinação e garante imunidade vitalícia. Ela age estimulando o organismo a produzir sua própria proteção contra o vírus. Mais de 50% da população de Paraty já foi vacinada. A estimativa da Secretaria de Saúde é vacinar cerca de 90%.
Gestantes, bebês com idade até oito meses, adultos com mais de 60 anos, pessoas infectadas pelo vírus HIV e mulheres amamentando crianças menores de seis meses devem consultar o médico antes de fazer uso da vacina, a fim de que sejam avaliados os riscos. A vacina disponível no município é de dose única, sem necessidade de reforço. Aqueles que já tomaram a vacina da febre amarela estão imunizados, não há necessidade de uma segunda dose, mesmo que a primeira tenha sido a mais de 10 anos.  
A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida através da picada de um mosquito infectado. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa. O vírus se apresenta em dois ciclos de transmissão distintos: silvestre e urbano. Atualmente o vírus que circula em algumas regiões do país é o silvestre. A febre amarela urbana não é registrada no Brasil desde 19

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.