Falta de manutenção em ruas preocupa moradores do Parque das Palmeiras

A falta de manutenção em alguns pontos do bairro Parque das Palmeiras, em Angra dos Reis, continua preocupando os moradores. A estrutura do entorno do “Valão do Balneário” inquieta quem passa pela Avenida Luigi Amêndola, no Parque das Palmeiras, já que além do guarda corpo, que visualmente está comprometido em diversos pontos, há o receio de que a própria estrutura da avenida possa estar em risco.

A preocupação ganha força porque em novembro e dezembro de 2010 parte das jardineiras que cobrem o riacho chegaram a ceder, o que mostrou, na época, que a estrutura dos canteiros podem apresentar problemas mais sérios. No mesmo período (ainda em decorrência de chuvas), o asfalto em torno da rua chegou a ceder em alguns pontos, o que para muitos seria sinal de que haveria o risco de colapso. Em fevereiro do ano passado, em entrevista à TV Rio Sul, representantes do município garantiram que obras no local seriam iniciadas até o mês de junho de 2011, fato este que não se concretizou.

Além da questão da estrutura da Avenida em sí, outros fatores deixam quem passa pela localidade em alerta, já que em alguns pontos, como a esquina da Avenida Luigi Amêndola com a rua Dr. Orlando Gonçalves, o esgoto brota há meses do asfalto.  Em outros pontos da Luigi Amêndola, como em frente ao Hotel Acrópolis e ao lado da Creche Municipal, há água minando constantemente do chão.

Moradores improvisam

Por conta da quantidade de carros que caíram em buraco, localizado na Rua Teóphilo Massad, próximo à esquina da Luigi Amêndola, também no Parque das Palmeiras, os moradores chegaram a improvisaram um aviso para evitar novos danos a veículos. Do buraco em questão, vaza um líquido misterioso, que segundo moradores pode ser esgoto.

Comentários