Exército faz megaoperação em Angra

Acompanhe a evolução deste trabalho em nossa postagem

O Comando da Intervenção Federal na Segurança Pública no Estado do Rio, deflagrou, na madrugada desta quinta-feira, 13, operação no nas Comunidades de Parque Belém, Areal, Sapinhatuba (I, II e III), Lambicada, Camorim Grande e Camorim Pequeno, em Angra dos Reis.

São empregados 2230 militares das Forças Armadas, 160 policiais militares e 70 policiais civis, com o apoio de meios blindados e aeronaves. São realizados cercos, a estabilização dinâmica das áreas e a remoção de barricadas.
Os militares realizam também revistas de pessoas e de veículos, além da checagem de antecedentes criminais.
Agentes policiais verificam denúncias de atividades criminosas, em especial as ligadas ao tráfico de drogas. Mandados judiciais poderão ser cumpridos.
Algumas vias e acessos na região poderão ser interditados e setores do espaço aéreo poderão ser controlados, oportunamente, com restrições dinâmicas para aeronaves civis.
As tropas efetuam a distribuição de folhetos impressos solicitando a colaboração da população. São oferecidos dois canais: um telefone para denúncias anônimas (0300-253-1177) e um e-mail para dúvidas, reclamações, comentários e sugestões ([email protected]).

1º Balanço da Operação – Quinta-feira – 13h

O comando da Intervenção Federal na Segurança do Estado do Rio de Janeiro divulgou o primeiro balanço da operação deflagrada na manhã desta quinta-feira, 13.

Desde o início da operação foram realizadas 1.800 revistas em pessoas e veículos. Ao todo já foram presas dez pessoas e um corpo foi encontrado na área de Sapinhatuba II, resultado de um confronto entre facções da noite anterior.

Foram apreendidos um carregador de fuzil, um uniforme da Polícia Militar, drogas variadas em grande quantidade (em contabilização), 63 bisnagas de explosivos, 20 metros de estopim para detonação, cinco granadas caseiras, dois radiocomunicadores, dois celulares e um coldre de pistola. Vale destacar que o BAC já divulgou a apreensão de doze quilos de drogas.

2º Balanço da Operação – Quinta-feira -15h30

O comando da Intervenção Federal na Segurança do Estado do Rio de Janeiro divulgou, às 16h, o segundo balanço da operação deflagrada na manhã desta quinta-feira, 13.

Desde o último balanço, os militares prenderam mais uma pessoa, apreenderam duas motocicletas e realizaram mais 300 revistas em pessoas e veículos. Até o momento não há registro de confrontos com marginais.

3º Balanço da Operação – Quinta-feira – 18h

Foi divulgada no final da tarde desta quinta-feira, 13, o terceiro balanço da operação iniciada nesta manhã em Angra dos Reis. Ao todo 14 pessoas foram presas e uma pistola .40 e 11 munições variadas foram apreendidas. As abordagens somam-se 3.100 e segundo informações do Comando, a operação prossegue durante a noite, sem definição de encerramento.

4º Balanço da Operação – Sexta-feira – 9h

Foi divulgada na manhã desta sexta-feira, 14, o quarto balanço da operação iniciada nesta manhã em Angra dos Reis. Ao todo 16 pessoas foram presas e o número de espingardas apreendidas subiu para três. As abordagens somam-se 5.800 e segundo informações do Comando, a operação prossegue sem definição de encerramento.

Ajude as forças de segurança, denuncie!

Para auxiliar o trabalho das Forças de Segurança, o Disque Denúncia disponibilizou o telefone 0300 253 1177 (custo de ligação local) além de seu aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, para que a população possa contribuir com informações anônimas sobre esconderijo de armas, localização de bandidos e pontos de vendas de drogas. Estas denúncias serão encaminhadas em tempo real ao Comando Conjunto.

Além de contribuir com o encaminhamento das denúncias, o Disque Denúncia também prepara relatórios com base em relatos anônimos contidos no banco de dados que são filtrados e classificados por analistas de informação visando uma melhor compreensão da mecânica criminal e das quadrilhas de tráfico de entorpecentes que atuam no município de Angra dos Reis e, quando as tropas entram nas comunidades, as denúncias da população são verificadas.

Na última terça-feira (11) o Disque Denúncia lançou cartaz oferecendo recompensa de R$ 2 mil por informações que levem a polícia a capturar os bandidos Juninho Nazaré e Vidigal, ambos traficantes que atuam em Angra dos Reis.

Comentários