Estudo encontra agrotóxicos em águas de Paraty

600300paraty-4.jpg
Compartilhe!

Dados do Ministério da Saúde revelados pela Agência Pública mostram que uma em cada quatro cidades do Brasil, entre 2014 e 2017, detectaram agrotóxicos em suas águas. Nesta lista encontra-se Paraty, onde foram encontrados todos os 27 tipos de pesticidas que os municípios são obrigatórios por lei a testar, sendo que 12 estavam em quantidade acima da permitida na União Européia. Angra dos Reis e Mangaratiba não possuem dados na pesquisa, o que não significa que estas substâncias não estejam de fato presentes na água.

Do total de 27 pesticidas na água dos brasileiros, 21 estão proibidos na União Europeia devido aos riscos que oferecem à saúde e ao meio ambiente“. Desses agrotóxicos, “16 são classificados pela Anvisa como extremamente ou altamente tóxicos e 11 estão associados ao desenvolvimento de doenças crônicas como câncer, malformação fetal, disfunções hormonais e reprodutivas“.

Segundo a reportagem, “os números revelam que a contaminação da água está aumentando a passos largos e constantes. Em 2014, 75% dos testes detectaram agrotóxicos. Subiu para 84% em 2015 e foi para 88% em 2016, chegando a 92% em 2017. Nesse ritmo, em alguns anos, pode ficar difícil encontrar água sem agrotóxico nas torneiras do país“.

Sem monitoramento

Angra dos Reis e Mangaratiba não estão sozinhas entre os municípios que não monitoraram estas substâncias no período do levantamento, ” Dos 5.570 municípios brasileiros, 2.931 não realizaram testes na sua água entre 2014 e 2017“.