Empresários do Abraão cobram prazos nas obras do Cais de Turismo

Compartilhe!

Preocupada com o andamento das obras do Cais do Abraão, a Associação dos Meios de Hospedagem da Ilha Grande, em parceria com outras entidades, enviou ao executivo municipal um ofício reclamando sobre a falta de cumprimento dos prazos estabelecidos em contrato da empresa Cunhambebe que já foram expirados e cobrando uma posição por parte da Prefeitura.
De acordo com o documento, grande parte do cronograma firmado em contrato, entre a empresa e o município, não está sendo cumprido.

Confira a íntegra do ofício:

“ILMO SR SECRETÁRIO DE OBRAS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS.

As instituições abaixo signatárias, vêem por meio desta, expor e ao final requerer:

Em 14/04/2010, o Exmo Sr Prefeito Tuca Jordão, em reunião em seu gabinete com representantes da sociedade civil organizada, informou que naquela data, estava sendo assinada a ordem de serviço para a reforma do Cais com construção de estação de embarque e desembarque na Vila do Abraão, Ilha Grande, Angra dos Reis.
Nesta mesma ocasião o Exmo Sr Prefeito, exigiu que o seu secretariado conduzisse a questão com toda a importância que a mesma merece, em razão de versar sobre acesso a principal entrada da Ilha Grande.
No cronograma físico financeiro apresentado pela empresa ganhadora da licitação, processo 4367/2009, folha 637, verifica-se que após 60 dias do início, deveriam estar concluídos os seguintes serviços:

Item 2 – demolições e retiradas – 100%
Item 4 – movimento de terra – 100%
Item 5 – infra estrutura – 100%
Item 6 – estrutura – 100%
Item 11 – instalação hidráulica – 100%

Contudo, ultrapassados os 60 dias iniciais, temos extrema dificuldade em considerar a obra sequer iniciada, pois até o presente momento o único movimento de funcionários que se verificou foi para providenciar o isolamento da área e para a construção de um barraco de compensados que, acreditamos se tratar de alojamento.
Importante salientar, que a empreiteira em questão, foi a responsável de fazer com que o compromisso assumido, publicamente, pelo Exmo Sr Prefeito Tuca Jordão, em instalar em caráter de urgência o cais flutuante na Vila do Abraão, até a data de 25/12/2009, a fim de atender a demanda da alta temporada turística, somente fosse realmente cumprido em 23/04/2010, causando assim prejuízos imediatos para toda economia local, como também comprometendo ainda mais a qualidade do produto turístico “Ilha Grande”, em um ano em que a sua imagem já havia sido por demais maculada com os acontecimentos do Reveillon.
Pelo exposto, solicitamos que o Ilmo Secretário de Obras da Prefeitura Municipal de Angra dos Reis, se digne em adotar todas as medidas legais cabíveis, a fim de exigir da empreiteira contratada o cumprimento dos prazos avençados e desta forma de evitar prejuízos outros aos já até então produzidos.
Em tempo, a fim de dar ciência dos fatos, cópias do presente ofício também estão sendo encaminhadas para :

Gabinete do Exmo Sr Prefeito Tuca Jordão
TurisAngra
Ministério Público Estadual

Assinam a presente as seguintes instituições:

AMHIG – Associação dos Meios de Hospedagem da Ilha Grande
AMAIG – Associação de Moradores e Amigos do 5º Distrito
CODIG – Comitê de Defesa da Ilha Grande
“Liga Cultural Afro Brasileira da Ilha Grande”