Últimas noticias e informações sobre Angra dos Reis (Continente e Ilha Grande), Mangaratiba e Paraty.

Em agenda no Rio, Conceição discute o Tebig

A prefeita Conceição Rabha passou a terça-feira, dia 1º, na cidade do Rio de Janeiro. Durante todo o dia, a chefe do Executivo municipal esteve presente em reuniões de articulação política na capital. A questão do Tebig e a crise que afeta o governo do estado e as prefeituras foram os temas principais.

Na parte da manhã, abrindo a agenda, Conceição participou do lançamento do Prêmio Empreendedor 2015, em cerimônia no Palácio Guanabara, com a presença do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, do secretário de Desenvolvimento Econômico, Marco Capute, do presidente da AgeRio, Domingos Vargas, além de outros secretários do governo do estado, clientes e capacitadores de crédito da agência de fomento.

Em sua segunda edição, o prêmio vai eleger os negócios de sucesso do Programa de Microcrédito Produtivo Orientado da AgeRio em cinco categorias: Negócio de Sucesso (principal, com prêmio de R$ 10 mil), Mulher Empreendedora, Jovem Empreendedor, Negócio Criativo e Negócio Sustentável, nas quais os empreendedores concorrem aos 1°, 2° e 3° lugares, com prêmios de R$ 8 mil, R$ 6 mil e R$ 4 mil, respectivamente. Em 2013, o Programa de Microcrédito contava com 2 mil clientes e, dois anos depois, são 9 mil empreendedores participantes.

Após a assinatura do convênio, a prefeita Conceição Rabha pôde conversar com secretários de estado e com o próprio governador Pezão.

– Temos uma pauta importante que é recorrente no nosso dia a dia. Precisamos resolver a questão do Tebig e essa é uma das minhas principais bandeiras. Tive uma boa conversa com o Gustavo Tutuca e o governador. Estamos afinados e o Estado tem sido um importante parceiro da nossa cidade – declarou Conceição Rabha, na saída da reunião.

Na parte da tarde, a prefeita seguiu para o Sesc Flamengo, onde houve uma reunião com prefeitos do estado do Rio de Janeiro. No encontro, 25 municípios estavam representados. Dentre eles, cidades de todas as regiões do estado, como Nilópolis, Campos dos Goytacazes, Vassouras, Niterói e Itatiaia. Na pauta, a crise que assola os munícipios.

– Em Campos já perdemos 40% da nossa renda mensal, aproximadamente R$ 1 bilhão. A queda dos royalties tem sido nosso algoz. A situação de Campos é bem grave, como de muitos municípios aqui presentes – afirmou a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho.

Ainda no encontro, prefeitos apresentaram suas realidades financeiras, assoladas com a crise econômica e política nacional. Alguns municípios apresentaram como saída o parcelamento de salários e, até mesmo, uma alternativa apresentada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), de demissão de quadros efetivos.

– Em Angra estamos unindo esforços para reverter a situação da crise sem afetar o funcionalismo. Essa crise é algo real e não é só de Angra. Esse tipo de reunião é importante, porque vimos outros municípios em situação semelhante e discutimos alternativas de solução – declarou a prefeita Conceição Rabha.

Comentários