Efetivo de policias do PROEIS pode dobrar em Angra

A quantidade de vagas será ampliada para 46 e outros bairros passarão a contar com reforço no policiamento

A Prefeitura está providenciando um reforço na segurança do município. Nos próximos dias, as vagas oferecidas no Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), que possibilita a contratação voluntária de policiais militares, durante suas folgas, para o reforço da segurança no município, serão ampliadas das atuais 22 para 46. Com isso o programa será levado a outros bairros e, em alguns locais, o policiamento também será realizado no período da noite.

No momento, os policiais do Proeis atuam nas áreas comerciais do Centro, Japuíba, Frade, Parque Mambucaba, Vila do Abraão e no Hospital Geral da Japuíba. De acordo com a Superintendência de Segurança Pública, em todos esses locais há uma boa procura e o preenchimento das vagas está em cerca de 80%, sendo que em algumas ocasiões há uma procura maior e 100% das vagas são preenchidas.

A previsão é que os bairros de Monsuaba, Bracuí, Balneário, Jacuecanga e Garatucaia também passarão a ser contemplados com o reforço no policiamento. Parte desses policiais vai utilizar viaturas que a prefeitura vai comprar e deixará a disposição do Proeis para melhorar a segurança da cidade. Segundo informações do Executivo, a compra das viaturas está em fase de licitação.

Atualmente o governo municipal gasta cerca de R$ 86 mil por mês, de recursos próprios, com o pagamento dos policiais do Proeis e a cada plantão existe a possibilidade de adesão dos profissionais que estejam de folga. Em algumas ocasiões 100% das vagas são preenchidas e em outras não, depende do interesse e da disponibilidade dos policiais.

Câmeras de segurança serão reativadas

De acordo com a Secretaria Executiva de Planejamento e Gestão Estratégia, em até dois meses deve ser divulgada a licitação para a reativação do Centro de Gerenciamento de Operações, que a princípio funcionará com recursos próprios.

 

Diminuição nos crimes

Segundo dados divulgados pela Prefeitura, entre janeiro e setembro de 2017, a média de roubos a transeuntes, nos bairros atendidos atualmente pelo Proeis, foi de 5,04. Já nos meses de outubro, novembro e dezembro do ano passado, período em que o programa já estava em funcionamento na cidade, esta média caiu para 2,3.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.