Confira a programação da FLIP 2012

flip2
Compartilhe!

De 4 a 8 de julho, 17 encontros, entre leituras, peças de teatro, bate-papos, filmes e lançamentos de livro compõem a programação paralela da Flip – Festa Literária Internacional de Paraty. Com curadoria de Miguel Conde, as atividades paralelas vêm somar-se à programação principal da Tenda dos Autores.

“A Casa da Cultura se consolidou nos últimos anos como um espaço com mesas tão fortes quanto as da Tenda dos Autores”, explica Conde. “A programação abre espaço para discussões sobre políticas públicas e tradução, além de eventos com outros formatos diferentes da mesa de conversa.”

Programação:

De 4 a 8 de julho

  •  Exposição Faces de Drummond
A exposição explora a ideia de que a obra de Drummond é marcada por tensões entre impulsos opostos, e procura combinar uma abordagem cronológica e temática dividida em módulos capazes de abranger toda a trajetória do autor.

  •  Exposição A Flip nas páginas de O Globo
A exposição traça um panorama dos últimos dez anos da Flip a partir do conteúdo publicado no jornal.Dia 5 – quinta-feira
  • 11h30 –  Cem anos de Jorge Amado

No centenário de nascimento do escritor baiano, uma conversa sobre sua obra, com a participação do escritor João Ubaldo Ribeiro e do dramaturgo Walcyr Carrasco, autor da novela Gabriela, inspirada no romance Gabriela, Cravo e Canela, de Jorge Amado. A mediação do evento é do jornalista Edney Silvestre.

  •  14h – Biblioteca da escola – Evento gratuito

O Movimento por um Brasil Literário propõe uma discussão sobre a biblioteca da escola como espaço dinâmico de reflexões e de apropriação do conhecimento, ressaltando a importância da qualidade do acervo e do professor leitor na formação de leitores. A mesa-redonda terá participação da colombiana Silvia Castrillón, especialista em políticas públicas envolvendo a leitura e a escrita, e da escritora e pesquisadora Nilma Lacerda, com mediação do autor Márcio Vassallo.

  •  18h30 – Movimento por um Brasil Literário homenageia Bartolomeu Campos de Queirós – Evento gratuito

O poeta mineiro foi um dos fundadores do Movimento por um Brasil Literário. Sempre comprometido com a formação de leitores, envolvido na construção de políticas públicas de leitura e militante da beleza e da simplicidade, ele nos deixa como legado as suas palavras e a luta incessante pelo direito à literatura. O sarau literário contará com a participação das escritoras Nilma Lacerda, Elisabeth Serra e Ninfa Parreiras.

  •  21h30 às 22h30 – Cartas de Maria Julieta e Carlos Drummond de Andrade

As cartas trocadas entre pai e filha são a matéria-prima deste monólogo sobre a intensa relação entre Carlos Drummond de Andrade e Maria Julieta, apresentado pela atriz Sura Berditchevsky.

  •  21h30 – Noites de cinema (na Tenda do Telão): Mr. Sganzerla – Os signos da luz
Evento gratuito; classificação etária: 14 anos

Filme-ensaio que recria o ideário do cineasta Rogério Sganzerla por meio dos signos recorrentes em sua obra: Orson Welles, Noel Rosa, Jimi Hendrix e Oswald de Andrade. Narrado em primeira pessoa, Mr. Sganzerla – Os signos da Luz tem imagens raras e situações encenadas com personagens-chave da filmografia do diretor.

 

Dia 6 – sexta-feira

  •  11h – Novas políticas públicas de promoção do livro e da literatura brasileira no exterior – Evento gratuito

A Ministra da Cultura, Ana de Hollanda (presença a confirmar) e o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Galeno Amorim, anunciam novas políticas públicas para a difusão do livro brasileiro no exterior e fazem um balanço do programa de apoio à tradução.

  •  15h às 16h30 – Grã-Bretanha na Escrita: uma conversa da Granta em parceria com o British Council.

Através da leitura e conversação, os colaboradores da nova Granta 119: Grã-Bretanha, John Freeman, Andrea Suart e Cynan Jones, vão explorar as muitas histórias que a Grã-Bretanha está contando sobre si mesma hoje e questionar como estas narrativas nacionais ressoam globalmente. A mediação é de Susie Nicklin, diretora do departamento de Literatura do British Council.

  •  17h – A Semana de 1922 aos 90 anos

Os 90 anos da Semana de 1922, marco central do modernismo brasileiro, inspiram uma série de reavaliações do movimento e de sua repercussão na cultura nacional nas últimas décadas. Os críticos Eduardo Jardim, coordenador da coleção Modernismo +90, e Ivan Marques discutem o legado modernista, ao lado do filósofo Pedro Duarte e da cientista social Helena Bomeny, que lança durante o evento o livro Um poeta na política: Mário de Andrade, paixão e compromisso.

  •  19h – A virada, com Stephen Greenblatt

Um dos maiores historiadores contemporâneos, o norte-americano Stephen Greenblatt fala sobre A virada, seu estudo sobre o nascimento do mundo moderno, pelo qual recebeu o Pulitzer e o National Book Award de não ficção. Com apresentação do escritor e jornalista Arnaldo Bloch, a mesa terá tradução simultânea e após o término do evento haverá sessão de autógrafos.

  •  21h – José Luís Peixoto lê Morreste-me

O premiado escritor português José Luís Peixoto volta à Flip para fazer, pela primeira vez, uma leitura pública integral de Morreste-me, seu romance de estreia, escrito logo após a morte de seu pai. Ao final do evento haverá uma sessão de autógrafos com o autor.

  •  21h30 – Noites de cinema (na Tenda do Telão): Ex-Isto – Evento gratuito

Ex-Isto, de Cao Guimarães, é inspirado na obra Catatau, de Paulo Leminski. Desenvolve-se a partir da hipótese “E se René Descartes tivesse vindo ao Brasil com Maurício de Nassau?”. Acompanhamos o pai da filosofia moderna em seu périplo pelos trópicos, investigando, sob o efeito de ervas alucinógenas, questões de geometria e óptica diante de um mundo absolutamente estranho.

Dia 7 – sábado

  •  11h – Carlos Drummond de Andrade por Hermínio Bello de Carvalho

O compositor e poeta Hermínio Bello de Carvalho reuniu em seu livro Áporo itabirano registros de sua amizade e correspondência com o autor homenageado da Flip 2012, Carlos Drummond de Andrade. Nesta mesa, Hermínio fala sobre o livro e sua relação com Drummond.

  •  13h – O autor e seu tradutor

Os jovens escritores brasileiros Carola Saavedra e João Paulo Cuenca e seus tradutores, Maria Hummitzsch e Michael Kegler, discutem os desafios das diferenças culturais e de linguagem no trabalho de tradução, assim como as expectativas de leitores estrangeiros em relação à literatura brasileira. A mediação é do tradutor e professor alemão: Berthold Zilly.

  •  15h – Exclusiva, com Annalena McAfee

Exclusiva, o primeiro romance da inglesa Annalena McAfee, criadora do suplemento literário do Guardian, toma o encontro improvável entre uma jornalista de fofocas e um veterano de guerra como ponto de partida para uma reflexão sobre as transformações ocorridas na indústria jornalística nas últimas décadas. Paulo Werneck mediará a conversa de McAfee com Paulo Roberto Pires, escritor, jornalista e editor da revista Serrote. A mesa terá tradução simultânea e após o evento haverá sessão de autógrafos com a autora.

  •  17h – Da página para a tela

O escritor Javier Cercas conversa com o diretor David Trueba e com o editor Malcolm Barral sobre as relações entre cinema e literatura. Antes do debate será exibido o filme Soldados de Salamina, do diretor David Trueba, baseado no romance homônimo de Javier Cercas. O evento conta com mediação de Guilherme Freitas e ao final haverá sessão de autógrafos.

Dia 8 – domingo

  •  12h – Noites de cinema (na Tenda do Telão):  Daquele instante em diante – Evento gratuito

O filme de Rogerio Velloso mostra a vida e a trajetória do músico Itamar Assumpção, morto em 2003. Dono de uma personalidade vulcânica, Itamar construiu sua obra de forma quase independente. Sua postura lhe rendeu o rótulo de “maldito”. O filme mostra as várias faces de Itamar: compositor, poeta, arranjador, performer, apaixonado por orquídeas, pai de família e gênio incompreendido.