Câmara encabeça a luta pela ampliação do Terminal da Petrobrás

Tebig
Compartilhe!

O vereador Jorge Eduardo Mascote, participou nesta quarta-feira (14/03), do programa Talk Show Costazul, para prestar esclarecimentos sobre a polêmica em torno da ampliação do terminal da Petrobrás e sobre a Lei nº 2.857, de sua autoria, que garante a substituição do cabeamento aéreo pelo subterrâneo.

Segundo Jorge Eduardo, a mobilização política para lutar pela ampliação do terminal da Petrobrás já foi iniciada e a Câmara está se articulando, juntamente com as esferas municipal, estadual e federal; para garantir que o terminal seja ampliado. “Nessa reunião com o presidente da Transpetro, Sérgio Machado a direção da empresa deixou claro que tem interesse em ampliar o terminal angrense, cujo custo é de US$ 2 bilhões e não de construir outro fora de Angra, que sairia por US$ 5 bilhões” – garantiu Jorge Eduardo.

Ainda de acordo com o vereador o impasse está sendo discutido na APA, que vai direcionar o que pode ou não ser feito dentro do zoneamento. Só que a estatal não pode esperar e já tem dois municípios de olho neste investimento Itaguaí e Maricá.

“O que me preocupa é que nós já sofremos uma pernada dessa, quando a construção da fábrica de tubos da Technip foi levada daqui para São João da Barra”, garantiu o vereador. “Perde o município e, principalmente, a população com oportunidade de frente de emprego e geração de renda” – finalizou.

Pelo fim das teias de aranha

De acordo com Mascote, sua proposta de por “Fim nas teias de aranha”, sancionada pelo executivo no dia 25 de janeiro de 2012 e publicada no Boletim Oficial do dia 29 de fevereiro do mesmo ano; delimitou um prazo de três anos para que as empresas de telefonia, TV a cabo, de energia e assemelhados substituam o cabeamento aéreo pelo subterrâneo. Segundo ele, a lei prevê o plantio de árvores em substituição aos postes, o que irá melhorar o aspecto visual do município.
[display_podcast]

Comments are closed.