Angrenses no Conselho Estadual de Política Cultural

posse novo conselho 01J
Compartilhe!

Cerimônia de posse do Conselho Estadual de Política Cultural, que aconteceu na Alerj, contou com a participação de gestores culturais do poder público e da sociedade civil.

Dois angrenses tomaram posse no novo Conselho Estadual de Política Cultural, na semana passada, na Alerj. O mestre de capoeira Albes Ribeiro (mestre Abutre, do grupo Senzala) e o diretor teatral Zequinha Miguel foram empossados titular e suplente, respectivamente, e representam a região da Costa Verde no seguimento da sociedade civil do novo conselho.

– Nós, agentes, produtores e artistas, que representamos a sociedade civil nesse novo conselho, temos um papel preponderante para contribuir com uma gestão participativa, deliberativa e democrática, onde as construções e decisões políticas sejam definidas do modo como propõe essa organização – declarou mestre Abutre.

Além de mestre Abutre e Zequinha Miguel, tomaram posse outros 30 conselheiros e seus suplentes, pesquisadores, artistas da sociedade civil e representantes do poder público. Promovida pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), a solenidade foi presidida pelo deputado e presidente da Comissão de Cultura da Alerj, Zaqueu Teixeira, que compôs a mesa ao lado do deputado Eliomar Coelho; da secretária de estado de Cultura, Eva Doris Rosental; da secretária municipal de Cultura de Paraty, Cristina Maseda; e do diretor de Teatro Amir Haddad.

Para o diretor teatral Zequinha Miguel, que possui larga experiência na gestão pública cultural, O caráter participativo do novo conselho é uma luta antiga.

– Nós esperamos e trabalhamos há muito por esta conquista. Essa iniciativa de ter representantes das regiões do interior do estado e termos um conselho deliberativo e não figurativo, já nos aponta para boas perspectivas – declarou Zequinha Miguel, relembrando que os membros reúnem, pela primeira vez, representantes escolhidos a partir de eleições diretas em dez regiões do estado do Rio, de votações online e de indicações do poder público na eleição que ocorreu entre os meses de agosto de 2015 e março de 2016. Em Angra a eleição aconteceu em Janeiro de 2016, na Casa Larangeiras, e contou com o apoio da Prefeitura de Angra, por meio da Fundação Cultural (Cultuar). O conselho faz parte do Sistema Estadual de Cultura, instituído recentemente por meio da Lei 7.035/2015.

Após a abertura da solenidade, com a apresentação do coral de alunos da Escola de Música Villa-Lobos, a secretária de estado de Cultura do Rio destacou que o diálogo com a sociedade civil é determinante para a formulação das políticas públicas, principalmente com os movimentos culturais do interior do estado. Este é um trabalho que começou na gestão da ex-secretária de Cultura, Adriana Rattes, em 2008, e que dá um passo importante nesta nova fase.

– É um sonho que há anos queríamos realizar. O que me deixa mais satisfeita neste momento é saber que concretizamos, com a posse desse conselho, de fato, a potência que a política pública pode ter em um estado. Estão aqui reunidos gestores culturais, artistas que acompanharam as votações, se candidataram, participaram de fóruns de discussões e foram indicados por sua relevância cultural em diversas áreas e de vários municípios do Rio. O conselho reflete essa diversidade, que é fundamental para a construção da cultura fluminense – disse a secretária.

CONSELHO VAI PROPOR METAS DO PLANO ESTADUAL DE CULTURA E FISCALIZAR AÇÕES

Foram empossados 16 conselheiros da sociedade civil e seus respectivos suplentes, eleitos em fóruns e conferências promovidos pela Secretaria de Estado de Cultura, e 16 conselheiros do poder público e respectivos suplentes, escolhidos numa composição que incluiu nomes indicados pelas esferas municipal, estadual e federal, Alerj, Academia e demais pessoas com atuação de relevância cultural.

Compondo a mesa de cerimônia da posse do novo conselho, o diretor de teatro Amir Haddad, ao parabenizar os novos conselheiros, recorreu aos conceitos antropológicos para demarcar a chegada dos novos tempos.

– A antropologia diz que estabelecemos cerimônias para nos certificar da nossa importância e também para que a comunidade compreenda que o ritual anuncia algo sagrado, perene. Eu espero que este Conselho Cultural traga sugestões, e que os conselheiros, de fato, aconselhem – disse Haddad.

LISTA COMPLETA DOS CONSELHEIROS:

Representantes da Sociedade Civil (Por área de atuação)

Titular – Alberto Cipiniuk (Artes Visuais)

Suplente – Wellington Cordeiro (Artes Visuais)

Titular – Augusto Carmo Vargas Junior – Augusto Vargas (Artes Cênicas)

Suplente – Fernanda Pires Borrielo ( Artes Cênicas)

Titular – Carla Méri Santos da Silva (Literatura)

Suplente – Barbara Cortese Caldas (Literatura)

Titular – Daniel de Oliveira Melo – Daniel Guerra (Música)

Suplente – Fábio Ricardo Lucchesi (Música)

Titular – Robson da Costa Dias – Mestre Tio Robson (Cultura Popular)

Suplente – Geisa da Silva de Jesus – Geisa Ketti (Cultura Popular)

Titular – Rodrigo Fagundes Bouillet (Audiovisual)

Suplente – Paulo Lourenço Berto – Paulo China (Audiovisual)

Representantes da Sociedade Civil (Por Região)

Titular – Albes Ribeiro (Costa Verde)

Suplente – José Miguel Filho – Zequinha Miguel (Costa Verde)

Titular – Bruno de Azevedo da Costa (Norte Fluminense)

Suplente – Dilma de Andrade Negreiros (Norte Fluminense)

Titular – Carlos Eduardo Fíngolo Tostes – Duda (Noroeste Fluminense)

Suplente – Maria Beatriz Silva – Flor de Esperança (Noroeste Fluminense)

Titular – Carlos Henrique Pimentel Luiz (Baixada Litorânea)

Suplente – Jorge Luiz da Costa – O Rescator (Baixada Litorânea)

Titular – Célia de Fátima Pinheiro Moreira – Célia do PIM (Centro-Sul Fluminense)

Suplente – Vera Lúcia Alves Pereira (Centro-Sul Fluminense)

Titular – Ivan José Machado da Costa (Baixada Fluminense)

Suplente – Roberto Gaspari Ribeiro – Beto Gaspari (Baixada Fluminense)

Titular – Marinez Teodoro Fernandes (Médio Paraíba)

Suplente – Paulino Barbosa de Oliveira ( Médio Paraíba)

Titular – Paulo Henrique Menezes da Silva – Mestre Paulão Kikongo (Metropolitana Leste)

Suplente – Felipe Ribeiro de Carvalho (Metropolitana Leste)

Titular – Reinaldo Sant’ana (Capital)

Suplente – Denise Acquarone de Sá (Capital)

Titular – Sayonara Zeitune – Nara Zeitune (Região Serrana)

Suplente – Sandra Costa Siaines de Castro (Região Serrana)

Representantes do Poder Público

Titular – Antônio Veríssimo dos Santos Júnior – Relevância Cultural (Capital)

Suplente – Marcelo Basbus Mourão – Relevância Cultural (Centro Sul)

Titular – Cleisemery Campos da Costa – Cleise Campos – SEC (Metropolitana Leste)

Suplente – Carlos Renato Costa Marinho – SEC (Capital)

Titular – Ecio Pereira de Salles – Relevância Cultural (Capital)

Suplente – Antonio Faria Thomaz – Mestre Nico – Relevância Cultural (Noroeste)

Titular – Eduardo Novelli Valente – Eduardo Valente – Relevância Cultural (Metropolitana)

Suplente – Renata Nascimento Mansur – Relevância Cultural (Baixada Litorânea)

Titular – Emanuel de Melo Vieira – SEC (Metropolitana Leste)

Suplente – Ana Cândida Baesso Moura – SEC (Capital)

Titular – Eva Doris Rosental – SEC (Capital)

Suplente – Olga Maria Esteves Campista – SEC (Capital)

Titular – Heloísa Buarque de Holanda – Relevância Cultural (Capital)

Suplente – Maria do Socorro Brito Araújo – Numa Ciro – Relevânica Cultura (Capital)

Titular – Heloisa Magalhães Goulart de Andrade – SEEDUC (Capital)

Suplente – Bianca Neuberger Leda – SEEDUC (Capital)

Titular – Sergio Perim Faria Júnior – Júnior Perim – Poder Público Municipal (Capital)

Suplente – Celso Athayde – Relevância Cultural (Capital)

Titular – Leonardo Guelman – Instituição Acadêmica – FIC/UFF (Capital)

Suplente – Elaine Ferreira Torres – Instituição Acadêmica – UERJ (Médio Paraíba)

Titular – Marcello Politico Penha – Marcello Pinguim – ALERJ (Serrana)

Suplente – Julia Moulin Souto – ALERJ (Capital)

Titular – Maria de Fátima – Fatinha do Jongo – Relevância Cultural (Médio Paraíba)

Suplente – Marcia Dória Pereira – Mãe Márcia – Relevância Cultural (Metropolitana Leste)

Titular – Morgana Eneile Tavares de Almeida – ALERJ (Capital)

Suplente – Florence Jacq – ALERJ (Capital)

Titular – Regina Monteiro de Abreu – Relevância Cultural (Metropolitana Leste)

Suplente – Claudia Fernandes Porto – Claudia Porto – Relevância Cultural (Capital)

Titular – Roberto Monzo Filho – Poder Público Municipal (Médio Paraíba)

Suplente – José Facury Heluy – Poder Público Municipal (Baixada Litorânea)

Titular – Silvia Camara Soter da Silveira – Silvia Soter – Relevância Cultural (Capital)

Suplente – Cesar Augusto da Silva Júnior – Relevância Cultural (Capital).