Angra de fora da primeira fase do Programa Nacional de Segurança de Sérgio Moro

Sérgio Moro
Compartilhe!

Autoridades de Angra dos Reis bem que tentaram, mas o município ficou de fora das cidades que integrarão o projeto-piloto do Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta, anunciadas nesta quarta-feira, 15, pelo Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

De acordo com informações da Agência Brasil, o Ministro definiu cinco cidades, uma de cada região do Brasil, para esta fase do projeto: Ananindeua (PA), Goiânia (GO), Paulista (PE), Cariacica (ES) e São José dos Pinhais (PR). O objetivo do Programa é reduzir os crimes violentos nas cidades com maiores índices de homicídios. “Se bem-sucedido, o projeto será expandido a outros municípios”, explicou o ministro.

Segundo Moro, as negociações com estados e municípios visam o planejamento de ações conjugadas dos agentes públicos federais (polícias Federal e Rodoviária Federal, além da Força Nacional), estaduais (por meio das polícias civil e militar), e municipais (polícias municipais).

Paralelamente, além das ações dos agentes de segurança, serão realizadas ações políticas de outra natureza, no caso, urbanísticas, sociais, de educação e saúde. Tudo focalizado na diminuição da violência”, disse o ministro.

Pedido oficial

No início deste mês, o prefeito Fernando Jordão, acompanhado do vereador Sargento Thimoteo, gravou um vídeo no qual lê um documento, que segundo ele foi enviado ao presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro e ao Ministro Sérgio Moro e à Deputada Soraya Santos, no qual solicita que Angra dos Reis seja a sexta cidade no Plano Piloto de Moro.

Eu fiz um e-mail ao Ministro Sérgio Moro, fazendo a explicação de que o seu plano piloto inclua Angra dos Reis, em função das Usinas Nucleares. pelo número de habitantes, Angra não seria incluída. Não sei se o pedido será aceito“, afirmou Jordão.

Não estamos de braços cruzados, estamos fazendo a nossa parte. Compramos 20 viaturas para a PM, aderimos ao Proeis, implantamos o Disque-Denúncia em Angra e, mais recentemente, criamos a Secretaria Executiva de Segurança Pública, entre outros. Além de todas essas ações de apoio à PM, enviei para o presidente Jair Bolsonaro e para o ministro Sérgio Moro, uma solicitação para que Angra dos Reis seja incluída num projeto piloto de segurança que será desenvolvido pelo Governo Federal.

Posted by Fernando Jordão on Friday, April 26, 2019