Angra comemora Dia da Independência

Compartilhe!

A Prefeitura de Angra dos Reis, com o apoio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, encerrou os festejos da Semana da Pátria com um desfile no Centro, nesta terça-feira, 7. O local foi a avenida Júlio Maria, entre o trecho da agência dos Correios e a estação Santa Luzia. Para o prefeito Tuca Jordão, a Semana da Pátria foi encerrada com a ampla presença da população: “Foi maravilhoso. Além da celebração da Independência, o povo de Angra comemorou nossa democracia”. A secretária de Educação, Luciane Rabha, fez um balanço de todos os eventos. “Foram sete desfiles, com mais de 40 escolas participantes. A Independência foi lembrada com um ato de patriotismo da população”, disse.

A solenidade começou às 9h, com o hasteamento das bandeiras e a execução dos hinos nacional e de Angra dos Reis. Em seguida, Tuca Jordão e o comandante do Colégio Naval, Joése de Andrade Leandro, passaram em revista às tropas em carro aberto. A abertura do desfile foi feita pela Marinha do Brasil, através de integrantes do Colégio Naval. Em seguida, ainda na abertura, desfilaram a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, representada pelo 33º Batalhão, e o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, com integrantes do 10º Grupamento de Angra. Também participou da parte inicial da comemoração a Defesa Civil de Angra. A primeira escola a desfilar foi a Benedito dos Santos Barbosa, da rede municipal de ensino, que fica localizada em Monsuaba. Depois dela, mais 40 colégios, entre privados e públicos, passaram pela avenida.

O encerramento do desfile, ao meio-dia, foi feito por um conjunto de ônibus e kombis escolares da prefeitura e em seguida, por diversos funcionários da Secretaria de Educação, que trabalharam na organização de toda a Semana da Pátria.

O apoio ao evento contou com a participação de profissionais da Subsecretaria de Transportes e Trânsito e da Fundação de Saúde de Angra dos Reis (Fusar). Para organizar o tráfego, que foi desviado da avenida Júlio Maria, cerca de 50 operadores de trânsito trabalharam no Centro. “Estamos com duas motocicletas e cinco viaturas para o horário do desfile”, disse o operador Alessandro Ávila. A Fusar deixou quatro ambulâncias, com motoristas e auxiliares de enfermagem, ao longo do percurso.