Últimas noticias e informações sobre Angra dos Reis (Continente e Ilha Grande), Mangaratiba e Paraty.

Agricultores participam de oficina de compostagem e bokashi em Angra

Produtores rurais de Angra dos Reis estão participando de capacitação para manejo orgânico das plantações. As oficinas integram as ações do Sebrae para a implantação do projeto PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável) no município.

Na última terça, 17/05, os agricultores participaram de uma oficina prática de Compostagem (processo de transformação de materiais grosseiros, como palhada e estrume, em materiais orgânicos utilizáveis na agricultura) e de Bokashi, um poderoso adubo orgânico usado como fertilizante natural. Dada a sua composição muito rica em matéria orgânica, o Bokashi proporciona ao solo uma série de vantagens, entre elas, melhor estrutura, recuperando o solo. A oficina aconteceu em Mambucaba e reuniu os 15 agricultores familiares escolhidos para participar do PAIS e também produtores que não integram o projeto.

– As oficinas têm por objetivo prepara-los para iniciar a produção sem o uso de agrotóxicos, mas nós estendemos a participação a todos os agricultores interessados, porque consideramos importante disseminar este conhecimento na comunidade rural do município – esclarece Tuane Rodrigues, analista do Sebrae que coordena o PAIS em Angra.

Este foi o segundo encontro do grupo, que já havia participado de uma oficina de Introdução à Agroecologia. Ao longo do ano, serão apresentados temas relacionados à produção orgânica, como o uso de fertilizantes e caldas naturais e o controle alternativo de pragas e doenças agrícolas, além da produção de mudas, criação de galinha caipira, planejamento da produção, acesso a mercados e comercialização, e políticas públicas.

O projeto é desenvolvido pelo Sebrae/RJ em parceria com a prefeitura de Angra dos Reis, sem custos para o agricultor. O material para implantação das unidades nas 15 propriedades selecionadas está em processo de licitação. O sistema consiste no plantio de diversas culturas em círculos, com um galinheiro no meio, aliando a criação de animais com a produção vegetal e utilizando os insumos da propriedade em todo o processo produtivo. A prática é sustentável, preserva a qualidade do solo e das fontes de água, e ainda incentiva o associativismo entre os produtores.

Comentários