Últimas noticias e informações sobre Angra dos Reis (Continente e Ilha Grande), Mangaratiba e Paraty.

​PM garante segurança para manutenção da EJA do Frade

Vereadores apresentaram reivindicação ao comandante do batalhão nesta sexta, dia 14.

Vereadores apresentaram reivindicação ao comandante do batalhão nesta sexta, dia 14.


Na manhã desta sexta-feira, 14, a Câmara Municipal de Angra dos Reis, por meio do presidente Zé Augusto, e dos vereadores Titi Brasil, Sargento Thimóteo, Canindé do Social e Flavinho, esteve reunida com o comandante do 33º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel André Luiz Castro, e seu subcomandante major Marcelo.
Os parlamentares foram reivindicar que a PM reforçasse o policiamento nas proximidades da E.M. Prefeito José Luiz Ribeiro Reseck, localizada no Frade, durante o período das aulas da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Isto porque a Secretaria de Educação anunciou a transferência da modalidade de ensino para o Bracuí, alegando falta de segurança no local. Diante do pedido dos vereadores, o comandante André Luiz Castro garantiu que vai sediar uma viatura nas proximidades da escola para garantir que a EJA fique no bairro. 


– Viemos fazer esta cobrança ao comandante, que vai mandar um oficial para conversar, ainda hoje, com a diretora da EJA. O tenente-coronel nos garantiu ainda que vai resolver o problema da insegurança no local. Então, se o problema é a falta de segurança, ele vai ser resolvido e a EJA vai continuar a atender os alunos no Frade – ressaltou o presidente Zé Augusto.


Quem também comemorou o posicionamento da Polícia Militar foi o vereador Flavinho.


– Foi uma reunião muito proveitosa, onde pudemos apresentar ao comandante a necessidade da garantia de segurança nas proximidades da Escola Reseck, para a manutenção da EJA no Frade. Saí do encontro muito otimista de que a modalidade de ensino ficará no nosso bairro – salientou o vereador.


Segundo a vereadora Titi Brasil, vice-presidente da Comissão de Segurança do Legislativo, um problema só é resolvido quando não se foge dele.


– Não podemos ser nômades dos nossos problemas. Se o problema é a insegurança, nós fomos buscar meios para saná-lo, junto à Polícia Militar. A Escola Reseck é a unidade que tem melhor estrutura no Frade e nosso trabalho é que a EJA seja mantida lá, para que nenhum estudante seja prejudicado pela falta de oferta de educação – destacou Titi, que aproveitou a oportunidade para solicitar à PM maior segurança nas demais escolas do município e nos bairros. A vereadora ainda reivindicou policiamento ostensivo nos bairros Balneário e Parque das Palmeiras, onde o índice de assaltos tem aumentado. 
Para o vereador Sargento Thimóteo, a maior arma contra a violência é a educação, por isso a PM vai cumprir seu papel junto à sociedade.


– Eu tinha certeza que, pela segurança pública, nenhum colégio vai fechar. Portanto, a EJA vai continuar. A insegurança não vai ser o motivo para a secretária de Educação fechar o colégio a noite, porque o comandante vai dar todo o suporte necessário – disse o parlamentar.


O Comandante explicou aos vereadores que todas as ações da PM são realizadas nos bairros durante o dia e esquematizadas para que não coincidam com o horário de entrada e saída dos alunos nas escolas. Ainda de acordo com o tenente-coronel, esta integração entre o poder público e a instituição é fundamental.


– Nós temos que ter esta integração, pois a segurança pública só é possível com o empenho de todos. Juntos, podemos chegar a um consenso para poder garantir melhores dias para a segurança de Angra – disse o tenente-coronel André Luiz Castro, anunciando ainda que o DPO do Frade está sendo reformado, o que sinaliza mais um reforço na segurança do bairro.


De acordo com Canindé do Social, 1º vice-presidente do Legislativo, a PM pode contar com o apoio dos vereadores. 


– A reunião foi muito importante. O comandante passou pra gente as suas principais necessidades. Nós já percebemos que o trabalho da PM está evoluindo, mas a corporação precisa de apoio e nós, como parlamentares, vamos trabalhar para poder apoiá-la – destacou Canindé do Social.

Comentários